Mulher é estuprada por nove colegas de trabalho que ainda filmaram o ato e espalharam na empresa


olhardireto.com.br Foto: Divulgação

Oito pessoas foram presas pela Polícia Judiciária Civil, no município de Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de São Paulo), acusados de estuprarem uma colega de trabalho.

Foram presos Arivaldo Gerônimo Trindade Gama, conhecido como ´PM´, de 36 anos, Anderson de Souza Batista, 20, Emílio Brandão Alves, 23, Flávio Teixeira da Silva, 36, José Ailton da Silva, 29, José Hélio da Silva, 36, Maximino Felix dos Santos, o ´Max´, 41 e Sandro Abreu Ribeiro, o ´Baratinha´, 31 anos.

A oitava pessoa envolvida no crime foi presa na manhã da última segunda-feira (10.10), nas dependências da Empresa em que todos trabalhavam, após um comunicado da Gerência Geral da Empresa.
A Polícia ainda procura pelo nono integrante do grupo, que também está com prisão temporária decretada.

Todos tiveram prisão temporária decretada pela Justiça no inquérito aberto pelo delegado Marcelo Martins Torhacs. ´Partes dos indivíduos confessaram. Alguns alegaram que a vítima estava embriagada totalmente e outros admitiram que fizeram sexo com ela porque a moça consentiu. Essa parte a gente viu que não era isso, pelo vídeo ela estava caída´, disse o delegado.

Na noite de quinta-feira (06.10), os policiais civis receberam uma grave denúncia de que nove homens estupraram uma mulher de 25 anos, no bairro Téssele Junior (Vila da Sadia), além de filmarem o ato através de telefones celulares e divulgarem as imagens na empresa em que trabalham.

Durante as diligencias para localizar os envolvidos no crime, cinco pessoas foram conduzidas à delegacia onde alguns confessaram a prática do crime. Porém, apenas oito praticaram o ato, pois um deles é homossexual.

De acordo com a vítima, o homossexual presenciou toda a cena sem fazer nada em defesa dela. Segundo o delegado Marcelo Martins Torhacs, o vídeo foi apreendido pelos policiais é uma prova concreta contra os acusados. ´Os vídeos foram apreendidos pela Polícia Civil e servirão de importante prova contra os investigados. As imagens demonstram que a vítima estava quase desfalecida, sendo subjugada pelos autores a toda sorte de violência sexual´, frisou.

Os nove homens responderão pelo crime de estupro de vulnerável, tendo em vista que, para a prática dos atos de violência sexual, pois aproveitaram-se do estado de embriagues da vítima. A pena para esse crime é de 08 a 15 anos de reclusão. Por se tratar de um crime hediondo os acusados não poderão responder em liberdade provisória.

Entenda o caso

No final da tarde do domingo (09.10), a vítima que estava voltando para casa, foi convidada pelos acusados que trabalhavam na mesma empresa que ela, a ir até a casa de José Ailton (também acusado), que até então era considerado seu amigo.
No local, todos começaram a ingerir bebidas alcoólicas e ela acabou dormindo e os oito homens começaram a praticar o crime.

Ao acordar, a vítima percebeu que estava bastante machucada e sentido muitas dores. Ela perguntou o que teria aconteceu e todos disfarçaram levando para casa.

No decorrer da semana as imagens foram divulgadas pelos suspeitos na empresa em que trabalham, quando a vítima viu o vídeo e denunciou os colegas à polícia.

2 responses to “Mulher é estuprada por nove colegas de trabalho que ainda filmaram o ato e espalharam na empresa

  1. TEM É Q MATA ESSES BANDO DE CORNO FILHO DA PUTA SEM CORAÇÃO….. UUU

  2. nossa!!!! que absurdo este mesmo caso deveria ser feito com cada um
    que cometeu esse ato de crueudade.
    tomare que eles sofra bastante pra sentir na pele o que essa moça sentiuuuuu.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s