Monthly Archives: Maio 2010

Corpo de advogado criminalista é encontrado na traseira de um carro com seis tiros


A Perícia que esteve no local constatou que a vítima levou seis tiros, entre eles um no olho esquerdo, um no direito e outro nas costas

Com informações do repórter Paulo Campelo

O corpo, que estava muito bem vestido, é de um homem que aparentava ter entre 30 a 45 anos. Ele foi encontrado por Policiais Militares, que receberam uma ligação com a informação de que havia na rua um carro abandonado.

Diante da denúncia, os PMs foram ao local e encontram o carro, que tem placas do município do Eusébio, com os faróis acesos e completamente fechado. Ao abri-lo, os policias se depararam com o cadáver.

A Perícia que esteve no local constatou que a vítima levou seis tiros, entre eles um no olho esquerdo, um no direito e outro nas costas. O levantamento apontou também que o corpo já estava no local há várias horas.

Policiais Militares acreditam que o homem foi morto em outro lugar e levado para Messejana. No momento da ocorrência, a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (CIOPS) ainda fez um levantamento para saber se o veículo tinha alguma queixa de roubo, mas nada foi constatado. Os PMs somente informaram que o Montana pertence a uma mulher.

Fonte: Jangadeiro Online

Campos Sales-CE: Adolescente que matou um homem e saiu para beber com a orelha da vítima está em liberdade

Demontier Tenório

Uma verdadeira monstruosidade seria a mais legítima classificação para o assassinato de um homem no município de Campos Sales com requintes de perversidade. O corpo da vítima permanece sem identificação no IML (Instituto Médico Legal) de Juazeiro do Norte, mas o autor do homicídio à faca foi preso, confessou o crime e já está em liberdade. O adolescente R. A. M., de 17 anos, contou com riqueza de detalhes toda a trama no depoimento que prestou à delegada Cícera de Jesus Campos Araújo.

O cadáver do homem foi encontrado por populares às 16h40min deste domingo dentro de um matagal na Rua do Patronato (Bairro Aparecida) e ao lado de uma faca. O corpo já se encontrava em estado de decomposição e sem a orelha direita que havia sido decepada. Quando a notícia se espalhou na tarde de ontem, a polícia foi informada que R. A. M., que mora em Campos Sales, estava brincando com uma orelha humana na tarde e noite de sexta-feira uma situação que já estava repercutindo na cidade.

Pouco depois ele foi localizado, apreendido e levado para a Delegacia de Polícia Civil junto com membros do Conselho Tutelar. O adolescente disse à delegada que se tratava de um andarilho que costumava ficar nas imediações da rodoviária e era viciado em drogas. Na tarde de sexta, foi com o mesmo para o matagal fumar maconha e terminaram discutindo. Pouco depois, voltaram a se encontrar e fizeram as pazes, mas o próprio adolescente disse à delegada que já estava com o intuito de matá-lo.

Após um demorado abraço, o chamou de novo para fumar maconha no matagal. Quando ele descuidou, o rapaz acertou o primeiro golpe de faca e saiu contando em detalhes sobre os golpes subseqüentes no pescoço, tórax e outras partes do corpo em meio a novos tragos de maconha até decepar a orelha da vítima. O homicídio se deu por volta das 16 horas de sexta-feira e R. A. M. levou a orelha no bolso, pois desejava “brincar” com a mesma por ocasião de um forró naquela noite.

Enquanto bebia na festa, ele mantinha a orelha na mesa e, vez por outra, pegava na mesma e jogava em blusas de meninas, segundo contaram adolescentes que participavam do forró. Demonstrando sintomas de embriaguês, o menor ameaçava tirar o gosto com a orelha levando-a à boca. Por volta das duas horas já da madrugada de sábado saiu da festa, mas perdeu a orelha no caminho. A delegada Cícera de Jesus falou que o adolescente não demonstrou qualquer tipo de arrependimento.

Pelo contrário, na presença da autoridade policial confessou que iria matar mais dois. Como ele não se encontrava em situação de flagrante, a delegada decidiu fazer um relatório e encaminhar o rapaz ao Ministério Público no que foi acompanhado do Conselho Tutelar. Segundo a polícia, ele já foi autor de várias lesões corporais em Campos Sales, além da prática de furtos e roubos sendo um jovem dos mais temidos pela população.

Isso não foi o suficiente para que R. A. M. ficasse preso. Alguns populares ligaram para a redação do Site Miséria demonstrando revolta pelo fato do adolescente ter sido posto em liberdade na manhã desta segunda-feira. Nossa reportagem tentou um contato pelo telefone (088) 3533.1212 para falar com o Promotor de Justiça identificado apenas por Ítalo, mas não conseguimos. Soubemos apenas que, da mesma forma, o garoto nada escondeu na presença do promotor e reafirmou seu desejo de tirar a vida de mais duas pessoas que não mencionou os nomes.

Salitre-CE: Dupla que integra quadrilha responsável pelo assalto a 15 caminhoneiros é presa no Cariri

Demontier Tenório

A Polícia Militar prendeu dois indivíduos acusados de integrar uma quadrilha interestadual de assaltantes a caminhoneiros. Orlando de Sousa Alencar, de 31, residente em Araripina (PE) e Francisco Josias Barbosa, de 28 anos, estavam agindo na rodovia que liga os municípios de Salitre (CE) e Araripina (PE). O primeiro é apontado como o chefe do bando, enquanto Josias é tido como violento. Segundo vítimas que não quiseram ser identificadas, ele costuma apontar a arma para o motorista querendo matar.

Segundo o Subtenente Henrique Sérgio, Comandante do Destacamento Militar de Salitre, os dois já foram reconhecidos por várias de suas vítimas. Ele diz acreditar que a quadrilhas seja formada por mais de seis indivíduos e estima assaltos a cerca de 15 caminhoneiros. Diligências estão sendo feitas para tentar prender o restante que, segundo levantamentos, reside no Estado do Pernambuco.

O Modus Operandis do bando é o mesmo. Alguns costumam ficar em Salitre observando os veículos que sobem a serra. Quando estes chegam nos trechos mais complicados, os indivíduos se aproximam do caminhão e anunciam o assalto levando dinheiro, toca CDs, celulares e outros pertences do motorista. A Polícia Militar está informada que a quadrilha vinha aumentando e os membros já estavam se conflitando entre si.

A atuação dos assaltantes alcançava ainda uma estrada carroçável entre os estados do Ceará e Pernambuco causando terror. Orlando é deficiente de uma perna por conta de um tiro que teria levado de uma de suas vítimas que quase o matava. De acordo com o Subtenente Henrique, um terceiro elemento identificado como Oscar de Alencar, irmão de Orlando, responde pelo transporte das armas e recolhimento dos objetos roubados para serem vendidos em Araripina.

Participaram ainda da operação no Cariri os Cabos Bento e Roberto e os Soldados Viana e Roberto. A ordem é prosseguir nas diligências de uma forma conjunta com a Polícia Militar do Pernambuco. A intenção é prender os demais e garantir a tranqüilidade dos caminhoneiros. A dupla presa foi apresentada nesta segunda-feira à Delegada de Campos Sales, Cícera de Jesus.

Juazeiro do Norte-CE: Três homicídios de ontem para hoje elevam para 36 o número de mortes este ano

Demontier Tenório Foto: Cícero Valério

Entre o domingo e esta segunda-feira mais três homicídios foram registrados em Juazeiro do Norte elevando para 36 o número de assassinatos somente este ano. Desses três crimes, pelo menos duas pessoas ainda não foram identificadas e os corpos estão nas geladeiras do IML (Instituto Médico Legal) aguardando familiares. A quantidade de homicídios neste mês de maio já supera em três o mês anterior e se constitui no terceiro mais violento do ano.

Por volta das 8 horas desta segunda-feira, no cruzamento da ruas Francisco Monteiro e Socorro Norões Mota (Bairro Triângulo) um presidiário que cumpre pena em regime semi aberto foi morto com quatro tiros de revólver. José Santana Teixeira, de 31 anos, residia na Francisco Monteiro, 386 daquele bairro. O autor do homicídio teria sido um cunhado com quem o mesmo já tinha rixas antigas.

Pela madrugada, segundo informações de vizinhos, José teria agredido a sua esposa do que não gostou o irmão dela indo ao encontro do presidiário para um acerto de contas. A vítima tinha um débito com o acusado no valor de R$ 20,00 e já houvera discussões por conta do dinheiro. Logo após o assassinato, o rapaz fugiu enquanto a polícia era acionada para adoção das providências.

Na noite de domingo, a Ciops (Coordenadoria de Operações Policiais e Segurança) foi acionada por conta do achado de um cadáver na Vila Padre Cícero (Palmeirinha). O corpo de um homem não identificado se encontrava amarrado e dentro de um córrego em meio a um denso matagal naquela localidade. A perícia criminal observou que o mesmo havia morrido há alguns dias, pois o corpo estava se decompondo e em avançado estado de putrefação.

Na madrugada desta segunda-feira um homicídio à bala foi registrado no interior do Skala Bar ao lado da Receita Federal. O corpo encontra-se no IML e, até o momento, não foi identificado. Segundo testemunhas, por volta das duas horas, um homem que chegou pilotando uma motocicleta adentrou o estabelecimento e sentou-se numa mesa ao lado pedindo uma cerveja. Antes que a bebida chegasse, sacou um revólver e efetuou cinco tiros fugindo em seguida. O jovem foi socorrido para Hospital Tasso Jereissati, mas morreu antes de dar entrada.

Juazeiro do Norte-CE: Fim de semana com 12 mortes violentas na região do Cariri

Foto: Normando Sóracles

Tem sido quase sempre assim na última semana de cada mês: aumento nos índices de violência. No último fim de semana de abril foram 12 mortes violentas e, neste, o último de maio, outros 12 corpos dando entrada no IML (Instituto Médico Legal) de Juazeiro do Norte. Eles vieram de Juazeiro (3), Mauriti (2), Barbalha, Salitre, Brejo Santo, Nova Olinda, Santana do Cariri, Crato e Campos Sales.

As causas dessas mortes violentas são as mais diversas e vão desde a queda de uma carroça, passando dois suicídios, dois afogamentos, um homicídio à pauladas, quatro a tiros de revólver e mais dois à faca. Pelos menos três corpos estão sem identificação no IML os quais se inserem no contexto das mortes violentas. Em Barbalha, onde milhares de pessoas foram assistir ao carregamento do Pau da Bandeira, a festa foi tranqüila.

Foi de lá que veio o primeiro corpo para o IML, porém na sexta-feira e por conta de uma queda de carroça quando José Teles, de 72 anos, morreu. Ainda na sexta, um jovem de 29 anos, Marcone Ferreira Praxedes, praticou o suicídio por meio de envenenamento. Fechando àquele dia, Marcos Tiburtino de Lima, de 16 anos, morreu afogado no município de Brejo Santo.

Somente no sábado, sete corpos chegaram ao IML, começando pelo de Antonio Claugeano Batista, de 18 anos, que foi encontrado morto a golpes de pau na rodovia que dá acesso ao município de Nova Olinda. Em seguida, chegaram dois corpos de Mauriti. O primeiro foi Francisco José Silveira de Lima, 46 anos, que praticou o suicídio por meio de enforcamento. Depois, o de Antonio Marcos Severino de Souza, de 30 anos, o qual foi morto à bala.

Também no sábado, veio de Santana do Cariri o corpo de Francinaldo do Nascimento Fernandes, de 24 anos, que morreu afogado. Pouco tempo depois, Anderson Cassiano da Silva Nascimento, de 18 anos, foi morto a faca em Crato. Em Juazeiro um cadáver ainda não identificado foi encontrado em avançado estado de putrefação na Palmeirinha. Outro corpo não identificado veio do Bairro Aparecida em Campos Sales igualmente putrefato.

Nesta segunda-feira chegaram mais dois corpos. Por volta das duas horas da madrugada de hoje um jovem foi morto com cinco tiros de revólver no Skala Bar (ao lado da Receita Federal). Ele ainda foi levado para o Hospital Tasso Jereissati, mas morreu antes de dar entrada e permanece sem identificação no IML. Por volta das oito horas desta segunda-feira, o presidiário José Santana Teixeira, de 31 anos, foi assassinado com quatro tiros de revólver pelo seu cunhado no Bairro Triângulo.

Barbalha-CE: Em comemoração aos 300 anos da trezena de Santo Antônio, padroeiro da cidade, uma multidão seguiu o ritual

Foto: Normando Sóracles/Cícero Valério

Mais de 300 mil pessoas, segundo a coordenação do evento, acompanharam, ontem, o cortejo que conduziu o Pau da Bandeira de Santo Antônio, padroeiro de Barbalha, até a Igreja Matriz. O ritual teve início ao meio-dia no sítio Roncador, a oito quilômetros da cidade, com os carregadores do pau, de mãos dadas, rezando o Pai Nosso, sob o comando do “capitão do pau”. Os devotos de Santo Antônio colocam a árvore, com duas toneladas e 22 metros de comprimento, nos ombros.

São homens rústicos, a maioria agricultores e operários braçais, que dedicam ao padroeiro o seu maior patrimônio: a força bruta e o suor de seu corpo que se mistura com a areia vermelha da estrada. A euforia é alimentada com tragos de cachaça transportada numa pipa de madeira em cima de uma carroça. É a chamada “Cachaça do Seu Vigário”, que é distribuída com os carregadores.

O deficiente físico Francisco Gomes, mesmo de cadeira de rodas, mistura-se aos carregadores. Ele diz que a Festa do Pau da Bandeira é um exemplo de democracia. “Todos são iguais perante o pau”, define.

É a festa do povo, do homem simples, que não tem condições de frequentar os leilões promovidos pela Igreja Católica, nem os clubes sociais onde são cobrados ingressos.

O evento é o reduto sagrado de um grupo de homens que esperam um ano para pagar suas promessas a Santo Antônio, manifestando a sua fé e a sua devoção ao padroeiro de Barbalha. Cerca de 150 pessoas se revezam no transporte do tronco. Depois de três horas de caminhada, os carregadores se aproximam da cidade que comemora, este ano, 300 anos da trezena de Santo Antônio.

Público

300 MIL PESSOAS participaram do evento em comemoração ao padroeiro da cidade cearense de Barbalha que completa, em 2010, 300 anos da trezena de Santo Antônio.

PM prende traficantes na Praia de Iracema

Policiais que compõem a Força Tática de Apoio (FTA) da 1ªCia/5ºBPM agora caçam uma mulher que comanda o tráfico
31/05/2010
Policiais militares da 1ª Companhia do 5º BPM (Aldeota) deflagraram, no fim de semana, uma ofensiva contra o tráfico de drogas nos bairros da zona leste da Capital e, ainda, na Praia de Iracema. Pelo menos, três traficantes que vinham sendo procurados acabaram presos e a Polícia conseguiu apreender uma vasta quantidade de drogas, cerca de 200 pedras de crack que seriam vendidas a jovens e adolescentes entre o sábado e o domingo.

A primeira ação aconteceu ainda na manhã de sábado, quando uma denúncia anônima via telefone levou os policiais da Força Tática de Apoio (FTA) da 1ª Cia/5ºBPM a cercar um casal suspeito na Rua Arariús. A informação dava conta de que um homem e uma mulher tinham acabado de receber uma grande quantidade de drogas para vender nas proximidades de várias boates, onde também está localizada uma delegacia da Polícia Civil (Delegacia de Proteção ao Turista/Deprotur).

Os soldados De Lima, Leandro, Da Silva e Rudson logo encontraram os acusados. Tratava-se de Monique da Silva Vital, 21; e o seu namorado, Rafael Pereira Pinto, 18.

Traficante

A denúncia anônima rapidamente se confirmou. Em poder dos namorados, os PMs encontraram cerca de 90 pedras de crack, de diferentes tamanhos, além de uma pequena quantidade de dinheiro já fruto das primeiras vendas feitas antes da chegada da Polícia. Os dois acusados foram levados para o plantão do 2º DP (Aldeota) e autuados em flagrante por tráfico de entorpecentes.

Segundo a Polícia, Monique, que mora na Rua Arariús; e Rafael, residente na Rua Paulo Afonso, no bairro Alto Alegre, em Maracanaú, são, na verdade, ´mulas´ ou ´aviões´ de uma traficante de drogas conhecida por ´Gabi´, que comanda a venda de pedras de crack e papelotes de cocaína na Praia de Iracema. ´Gabi´ e sua quadrilha têm como base alguns pequenas residências localizadas no fim da Rua Arariús, conhecida também como Rua São Lunguinho, na Favela da Graviola. ´Gabi´, que já escapou de vários cercos da Delegacia de Narcóticos (Denarc) continua controlando o tráfico na Praia de Iracema.

Outro

Na continuação das buscas contra o tráfico, outra equipe da 1ªCia/5ºBPM prendeu no Serviluz, o traficante Sebastião Soares Xavier, 19, o ´Teté´, quando ele conduzia 106 pedras de crack em um saco. Ao avistar os PMs, o acusado, que é apontado também como autor de vários homicídios naquela área, tentou fugir, mas não conseguiu. Segundo o major Océlio Alves, comandante da 1ª Cia/5º BPM, a ofensiva vai continuar

Fonte: Diário do Nordeste

Juazeiro do Norte-CE: Metrô do Cariri passa a operar comercialmente a partir desta segunda-feir

Demontier Tenório

Inaugurado no mês de dezembro, o Metro do Cariri ficou operando de graça durante todo esse tempo considerado uma fase experimental, de observações e ajustes técnicos. A partir de hoje, entretanto, essa história muda com o início da operação comercial que prevê a cobrança de passagem no valor de R$ 1,00. A direção do Metrofor, que comanda o Trem do Cariri, aponta uma expectativa de 1.200 passageiros em trânsito por dia entre Crato e Juazeiro do Norte.

Essa visão é no sentido de manter a ?clientela? que já utilizava os serviços e até considerando a improbabilidade de aumento no volume de passageiros. Entretanto, algumas pessoas prevêem queda e observam que o aumento só se registrará quando todas as estações estiverem funcionando, além da conectividade com o transporte coletivo urbano.

Foram seis meses de operação assistida nesse ?novo? sistema de transporte que liga os municípios de Juazeiro e Crato ao longo de 13,6 quilômetros. A partir desta segunda-feira, ele circulará de segunda a sexta-feira, das 6 horas às 19 horas; e aos sábados das 6 às 14 horas. O percurso é feito em 30 minutos e, nessa operação comercial, serão ao todo 46 viagens por dia de segunda a sexta e 30 viagens aos sábados.

O sistema começa a operar com sete estações: Crato, Padre Cícero, Muriti, São José, Antônio Vieira, Teatro e Juazeiro do Norte. A previsão é que a Estação Fátima fique pronta até o fim de junho. Como muitos já sabem, o trem possui ar-condicionado e capacidade para 330 passageiros, sendo 230 em pé e 100 sentados. Além disso, espaços destinados a cadeirantes, comunicação visual e sonora.

Corinthians para meninos da Vila, faz 4 no Santos e se mantém na liderança

O clássico entre Corinthians e Santos foi apimentado antes do duelo com a polêmica envolvendo Chicão e Neymar. A possibilidade de o vencedor ficar com a liderança do Brasileiro deixou ainda mais acirrado o duelo. Neste domingo, porém, não houve discussões, apenas futebol. O Corinthians confirmou a condição de líder e venceu o time da Vila por 4 a 2, no Pacaembu.

Com esta vitória, o Corinthians se manteve na liderança do torneio, somando 13 pontos. O Santos permanece com oito pontos.

O triunfo do Corinthians amplia a série invicta do time atuando no Pacaembu em clássicos paulistas. São sete vitórias e um empate. A última derrota corintiana foi contra o próprio Santos, 3 a 0, em 2006.

Quem cogitou uma nova rusga entre Chicão e Neymar se enganou. No duelo anterior, vencido pelo Santos, pelo Paulista, o atacante aplicou chapéu no zagueiro com o jogo parado, gerando bate-boca. Neste domingo, não houve provocações ou polêmicas.

“Tiraram muita onda da gente. Falaram que iam dar chapeuzinho dentro de campo. Vencemos”, desabafou Jucilei. Neymar negou ter havido menosprezo antes do clássico. “Ninguém falou isso [tentar o chapéu em Chicão]. A imprensa que botou fogo”, rebateu o atacante.

Sem a estrela Robinho, o Santos montou seu ataque com André e Neymar. O Corinthians mudou a estratégia para o clássico contra o Santos, abdicando de um jogador de área para apostar na velocidade e marcação forte. A ideia era conter o ímpeto dos “Meninos da Vila”. Com a presença de dois atacantes rápidos (Dentinho e Jorge Henrique), o time impediria os avanços dos laterais santistas, dizia Mano.

O Corinthians não deu tempo para o Santos respirar, marcando logo aos 2 min. Bruno César arriscou de fora da área. Felipe espalmou, sobrando para Jorge Henrique. Parte da torcida corintiana sequer viu o gol, pois estava embaixo da enorme bandeira estendida pela Gaviões da Fiel, como acontece no começo dos jogos do time.

Em desvantagem, o Santos concentrou as jogadas no setor intermediário, mas pecava nos passes e infiltrações, principalmente com Ganso na primeira etapa. Sem ser acionados, Neymar e André pouco produziram.

Após o gol, o Corinthians recuou, apostando na interceptação da bola no meio-campo para formular os contra-ataques. Dessa maneira, Jorge Henrique quase ampliou o marcador, aos 15 min. A bola acertou o travessão.

No primeiro lance em que o Santos conseguiu envolver o Corinthians no ataque, o time da Vila até chegou a comemorar o gol, mas a arbitragem anulou, apontando impedimento de Marquinhos.

“Não estava em impedimento! Todo o jogo o Corinthians está sendo ajudado pela arbitragem. Não sei se é coincidência ou se estão puxando o saco”, esbravejou Marquinhos.

Desde então, o Santos empurrou o Corinthians para a defesa. O corintiano Felipe, entretanto, realizou boas defesas nos 45 minutos iniciais, frustrando o ataque santista. Na vez em que o camisa 1 foi vencido, Chicão evitou o empate, tirando de cabeça a bola após bela jogada de Neymar.

No intervalo, os jogadores do Santos foram cobrar Sálvio Spinola pela anulação do gol de Marquinhos.

Apagado no primeiro tempo, o atacante André justificou a condição de “homem-gol”. Ele recebeu na área e chutou cruzado, aos 7 min do segundo tempo. O gol inspirou os santistas, que fizeram a tradicional dancinha.

O 1 a 1, porém, não durou muito. Dois minutos depois, Bruno César recebeu a bola na área e chutou com força, recolocando o Corinthians na frente.

Pouco participativo, Neymar deixou a partida aos 20 min da segunda etapa. Madson o substituiu. Com o gol de Bruno César, o Corinthians cresceu no jogo. Notando a evolução do rival, Dorival Junior tratou de alterar o desenho tático, colocando um jogador de área no ataque (Marcel) na vaga de Pará.

Mas o terceiro gol corintiano não tardou. Em linda jogada de Ralf, o volante invadiu a área, chutando rasteiro no canto. Na comemoração, os corintianos fizeram gestos de que estavam pescando.

O Santos avançou para o ataque. O corintiano Felipe, assim como no primeiro tempo, fez boas intervenções na etapa complementar.

Para desespero dos santistas, Madson perdeu gol incrível, frente a frente com Felipe. A última cartada de Dorival foi sacar um zagueiro (Dracena) para a entrada de um meia (Zezinho).

Atirado no ataque, o Santos deu espaço para os contragolpes corintianos. E numa dessas jogadas nasceu o quarto gol do time do Parque São Jorge. Paulinho, de cabeça, ampliou.

De cabeça, Marcel, aos 42 min, descontou para o Santos. O atacante quase fez o terceiro do Santos, mas Felipe se atirou para defender.

Fonte UOL

Em clássico com arbitragem polêmica, Vasco e Botafogo empatam

Botafogo e Vasco empataram em 1 a 1 na noite deste domingo no Engenhão, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Mas o nome do jogo não vestiu a camisa de nenhum dos times. O árbitro Carlos Eugênio Simon, que vai representar o Brasil na Copa do Mundo, ficou sob os holofotes ao marcar um pênalti duvidoso e deixar de dar uma penalidade clara, ambos a favor do Botafogo, e anular um gol vascaíno.

Com a bola rolando, destaque para o belo gol do lateral cruzmaltino Ernani, que fez fila antes de balançar a rede. Herrera, de pênalti, igualou para os alvinegros.

Com o resultado, o time de General Severiano foi a oito pontos, ficou na quinta posição e perdeu a chance de se aproximar do líder Corinthians, que soma 13. Já o Vasco, com cinco, ocupa a 16ª colocação e segue como o pior carioca na competição.

“Ficou de bom tamanho. Eles têm um time forte e estavam em casa”, avaliou Rafael Carioca. O meia Lucio Flavio não gostou do resultado. “Acabou sendo ruim para os dois. Em campeonato de pontos corridos não é legal perder pontos, ainda mais em casa”, frisou.

O jogo começou cheio de alternativas. Em sete minutos, Herrera, pelo Botafogo, e Nilton, pelo Vasco, tiveram chances claras para marcar, mas desperdiçaram. Aos dez, polêmica. Lucio Flávio arrancou e saiu na frente de Fernando Prass. Quando se preparou para finalizar, foi tocado no pé por Cesinha e caiu dentro da área. Mesmo bem posicionado, o árbitro Carlos Eugênio Simon interpretou como simulação e mandou a partida seguir.

Após um início de tirar o fôlego, as equipes passaram a cometer erros excessivos no meio de campo e, com isso, o jogo entrou em um marasmo que começava a irritar os torcedores. Contudo, aos 26, o criticado Ernani tomou para si a missão de abrilhantar o espetáculo. Em jogada individual, invadiu a área, deixou Fábio Ferreira a ver navios e tocou no canto esquerdo de Jefferson.

O Vasco seguiu melhor no jogo e Philippe Coutinho ganhou mais confiança para tentar jogadas individuais. Após cobrança de escanteio, porém, a bola acabou batendo na mão de Nilton, que estava caído. Simon, cheio de convicção, assinalou pênalti. Na cobrança, Herrera tocou no canto esquerdo de Fernando Prass, que voou para o outro lado: 1 a 1.

No intervalo, Celso Roth teve de tirar Cesinha, com o tornozelo torcido, e colocar Titi em campo. Com o jogo reiniciado, o Vasco partiu para cima e fez um gol aos 5 minutos, após tabela entre Elton e Jeferson. Contudo, a arbitragem viu puxão do atacante sobre o zagueiro, no momento da preparação da jogada, e anulou o lance.

Fora isso, a segunda etapa apresentou um futebol menos criativo e empolgante. Não que o primeiro tempo tivesse sido de grandes emoções, mas o ritmo lento do Botafogo e a falta de tranquilidade dos cruzmaltinos, no momento dos contra-ataques, faziam a partida se arrastar de forma sonolenta.

Como Jeferson, cansado, já não tinha a mesma mobilidade de antes, Celso Roth o tirou de campo e promoveu a entrada de Magno. A ordem: cair pelos lados do campo, dando suporte aos laterais. Pelo lado alvinegro, o jovem Caio, improdutivo, deu ligar a Renato Cajá. Contudo, as alterações não mudaram o panorama.

A partida caminhou a passos lentos até o apito final. De bom, os gols e algumas jogadas escassas. No mais, as torcidas não tiveram muito o que comemorar ou comentar. As vaias e caras de insatisfação emolduraram o fim do jogo.

Fonte UOL