Capturado envolvido na morte de empresário

Márcio da Costa Lobo é apontado pela Polícia como líder da quadrilha que matou empresário de 67 anos após saidinha
31/07/2010
O paraense Márcio da Costa Lobo, 26, acusado pela Polícia de ser o líder da quadrilha de assaltantes que matou, durante um roubo do tipo saidinha bancária, o empresário Antônio Vander Timbó Magalhães, 67, no dia 9 de julho deste ano, foi preso na manhã de ontem, no Centro de Fortaleza, após ser surpreendido por policiais civis e militares quando saía de um shopping.

A ação da dupla de motopatrulheiros da 5ª Companhia do 5º BPM (Centro) e dos inspetores do 3º DP (Otávio Bonfim), que resultou na prisão de Márcio, foragido da Justiça de Belém e do Ceará, foi um misto de sorte e de perspicácia dos policiais. Isso porque o suspeito passou como se nada tivesse acontecido, ao lado do cabo PM Jairo Miranda e do soldado PM Haroldo Araújo, durante um patrulhamento de rotina na Rua General Sampaio, mas acabou sendo reconhecido pelos PMs.

“Quando olhei para ele sabia que era uma pessoa procurada, pois já tinha visto a foto dele recentemente, mas na hora não lembrei quem era. Mesmo assim, nós passamos a segui-lo, até ele entrar no shopping. Ficamos observando de longe e quando o suspeito saiu, nós e os inspetores do 3º DP, que já estavam de olho nele, demos voz de prisão”, contou o cabo Jairo.

Surpreso, Márcio negou ser quem era e apresentou uma carteira de identidade falsa com sua foto e o nome de Hilton de Oliveira Damasceno. Ele estava em um veículo Toyota Corola, com placas clonadas e também com um papelote de cocaína.

Com a insistência dos policiais em afirmar que ele era um foragido da Justiça, Márcio mudou a tática e tentou subornar os policiais. Segundo os PMs, ele ofereceu a quantia de R$ 50 mil para que fosse liberado. Os policiais fingiram aceitar a proposta com o objetivo de armar uma situação que proporcionasse a prisão de mais envolvidos na quadrilha. Eles disseram a Márcio que conseguisse o dinheiro até às 16h.

Fim do prazo

Enquanto aguardava o contato de seus comparsas, Márcio foi conduzido para o 3º DP, mas depois de algumas horas os amigos dele ligaram e informaram que não haviam conseguido o dinheiro.

Com o fim do prazo, ele foi levado para o 34º DP (Centro), onde foi autuado em flagrante por uso de documento falso, falsificação de documento público e adulteração de sinal identificador do veículo automotor. Ao tomarem conhecimento da prisão de Márcio, os delegados Wilder Sobreira Brito, titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e Rommel Kerth, do 26º DP (Edson Queiroz), que investiga a morte do empresário, apresentaram os mandados de prisão preventiva ao delegado Aurélio Araújo, titular do 34º DP.

“A prisão dele só ocorreu graças a divulgação das imagens e do bom trabalho dos policiais civis e militares. Ele é o líder de uma das células dessa organizada quadrilha de assaltos saidinhas, que vem atuando em Fortaleza. Sua prisão, pode ajudar a esclarecer vários crimes”, salientou o delegado Rommel Kerth. O delegado afirmou que na próxima semana deve ouvi-lo em depoimento

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s