Monstro de Januária´ é condenado a 35 anos de prisão

Foto: Fábio Alexsandro/TV Alterosa

O editor de vídeo Luiz Fernandes de Souza, de 36 anos, foi condenado a 35 anos e 13 dias de prisão em regime fechado pelo assassinato da menina Clara Valeska Cordeiro de Melo Figueira, de 10 anos. O julgamento aconteceu nesta quarta-feira (11/8) em Januária, Região Norte de Minas. O crime aconteceu em 2 maio de 2009. Antes de ser morta, a criança foi agredida, violentada e estrangulada pelo homem, que ficou conhecido como o “Monstro de Januária”.

O julgamento começou às 9h30, cercado por um forte esquema de segurança. Apenas 100 pessoas tiveram acesso ao Tribunal do Júri – todas cadastradas previamente. Do lado de fora, a polícia isolou o tribunal e o quarteirão em volta ao prédio foi fechado. Por volta das 16h30, o juiz Alex Matoso, presidente do júri, anunciou a sentença.

Outros crimes

Luiz Fernandes também é acusado pelo estupro seguido de morte da jovem Thais Mota Xavier, de 12 anos. Os restos mortais da menina foram encontrados em maio do ano passado, às margens de um córrego em Januária. A menina havia desaparecido em 18 de outubro de 2005.

O operador de vídeo também confessou outros três homicídios e o estupro de mais quatro vítimas. Ele está preso na Penitenciária de Segurança Máxima de Francisco Sá, também no Norte de Minas.

Fonte: Correio Braziliense

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s