Daily Archives: 3 de Novembro de 2010

Juazeiro do Norte-CE: Polícia prende casal acusado do tráfico de drogas


FONTE: SITE MISÉRIA. Demontier Tenório Foto: Chinês

O combate ao tráfico de drogas em Juazeiro do Norte obteve novo êxito com a prisão de um casal por volta das 22 horas desta terça-feira na Rua José Andrade de Lavor (Bairro João Cabral). O Serviço Reservado do 2º BPM montou campana no local antes a informação de que se tratava de um ponto para a venda de drogas. Não demorou e os policiais prenderam José Fernando Ribeiro, de 23 anos, que reside naquele imóvel, onde, também, se encontrava Alessandra Nascimento Silva, de 25 anos.

Ela mora no Bairro Muriti, no município de Crato e igualmente foi presa pelso militares. Nas buscas feitas no interior da casa, os PMs encontraram 13 papelotes de cocaína; nove pedras de crack; 300 gramas de maconha, sacos plásticos para embalar drogas, além de 29 comprimidos de Captopril, 18 comprimidos de Afopic, 28 comprimidos de Diurix e mais R$ 156,90 em dinheiro. Outros objetos apreendidos foram um rádio, uma calculadora, a frente de um toca CD, três cintos e três relógios.

Como se não bastasse os policiais recolheram ainda quatro baterias de celular, um carregador universal, um aparelho celular Nokia, uma TV Mitsubishi de 29 polegadas; um DVD Semp Toshiba e cordões. O casal foi levado à 20ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) pelo Cabo Cirilo e os Soldados Evandro e Januário, para ser autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Juazeiro do Norte-CE: Já em liberdade o trio acusado de degolar com alavanca uma mulher no Frei Damião


FONTE: SITE MISÉRIA Demontier Tenório Foto: Arquivo Site Miséria

O Site Miséria lembra nesta quarta-feira a passagem de um ano do assassinato de Maria Aparecida da Silva, então com 31 anos, que morava no Bairro Tiradentes em Juazeiro do Norte. Ela foi morta e parcialmente degolada a golpes de alavanca e pedaços de pau tendo o corpo jogado dentro de um córrego nas imediações do CAIC no Bairro Frei Damião. Nossa reportagem foi se informar como anda a situação processual neste caso para saber se houve a devida punição.

O homicídio aconteceu na noite do dia 3 de novembro de 2009 e o corpo encontrado na manhã do dia seguinte no córrego. Dois dias após a polícia prendeu em Cajazeiras (PB) o comerciante Damião Alves de Sousa, de 53, mais conhecido como Severino do Peixe, e seus filhos João Rodrigues de Sousa, de 31, e José Brasileiro de Sousa, de 20 anos. O trio negou envolvimento na morte da mulher, mas, na época, o delegado Marcos Antonio dos Santos apontou muitas evidências contra os acusados.

Os três estavam aguardando pronunciamento da justiça, porém, há dois meses, foram postos para fora da Penitenciária Industrial e Regional do Cariri (Pirc) a fim de responderem em liberdade. Pessoas residentes próximas ao bar onde a mulher foi vista bebendo na noite do crime disseram ter ouvido um bate boca e, depois, gritos. Após a repercussão com o achado do cadáver, Severino, que é dono do botequim, e seus dois filhos fugiram para a Paraíba.

No interior do estabelecimento, a polícia encontrou um carro de mão e cadeiras plásticas sujas de sangue. Provavelmente, o corpo de Aparecida tenha sido conduzido até o córrego dentro do carrinho. Ela era casada com um presidiário da PIRC conhecido pelo apelido de Vaqueiro com quem tinha dois filhos. O mesmo teria conhecimento da trama para matar a companheira que, supostamente, delatava mulheres que adentravam o presídio com drogas para seus companheiros fomentando o tráfico na penitenciária.

A vida de Aparecida teria custado R$ 3 mil e seu esposo participado da “vaquinha” dando mil reais. Os outros R$ 2 mil foram doados por “Israel”, pernambucano de Petrolina que cumpre pena na PIRC, e o ex-policial civil, José Jones, preso sob a acusação de envolvimento no assalto contra a agência do Banco do Brasil de Várzea Alegre quando o gerente tombou morto há dez anos.

Outro detento da Pirc apelidado por “Galego da Cicatriz” teria sido o agenciador do crime de pistolagem e recebeu mil reais pela tarefa. Os outros dois mil foram pagos aos executores no caso o comerciante Severino do Peixe e seus dois filhos. A amizade entre o “Galego” e “Severino” nasceu dentro da PIRC quando o acusado da execução esteve preso por conta do assassinato de uma mulher em Petrolina. O Modus Operandi no assassinato de Aparecida foi o mesmo com o qual matou a sua companheira há dez anos em Petrolina. Ou seja, arrastando para dentro do mato e jogando dentro de um córrego segundo o delegado soube por meio da polícia pernambucana.

Usuária do Twitter responderá na Justiça por crime de preconceito contra nordestinos


A OAB-PE (Ordem dos Advogados do Brasil de Pernambuco) vai entrar com uma ação nesta quinta-feira (4) contra uma usuária do Twitter Mayara Petruso, que ganhou fama na internet após publicar comentários ofensivos contra o povo nordestino. Após a vitória de Dilma Rousseff nas eleições presidenciais, a jovem postou “Nordestisto [sic] não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado”.

De acordo com Henrique Mariano, presidente da OAB-PE, a entidade está concluindo a reunião de provas contra a jovem que, ainda segundo a OAB, é paulistana e estudante de direito. Ela responderá pelos crimes de racismo e incitação pública de ato delituoso — no caso, homicídio. O processo será entregue ao Ministério Público Federal. O crime de racismo, além de inafiançável, tem pena que varia entre dois e cinco anos de cadeia. Já o de incitação pública a delito varia de três a seis meses de detenção.

Caso a estudante faça estágio na área de Direito e tenha registro na OAB-SP, a OAB-PE entrará com um processo administrativo para cassar sua licença. “Como uma acadêmica de Direito promove um ato tão degradante?” questionou o presidente da OAB-PE.

Henrique Mariano afirma que a ação tem como base uma reportagem de “O Diário de Pernambuco”. No texto divulgado na segunda-feira (1), a publicação relata como os usuários brasileiros do microblog trocaram provocações após @mayarapetruso (o perfil já foi deletado) ter manifestado com a frase preconceituosa sua insatisfação com a vitória de Dilma.

Os tuiteiros reagiram e criaram a campanha #Orgulhodesernordestino, que ficou entre os termos postados no Twitter em todo o mundo, segundo os “Trend Topics” do microblog. Também ganhou destaque o site Xenofobianao, com imagens de tuítes dos internautas que fazem críticas ao nordeste e nordestinos. Também no fórum de UOL Jogos, os usuários debatem o tema e destacam mensagens de preconceito na web.

Diante da reação em massa, a jovem escreveu no início da semana um pedido de desculpas em sua página no Orkut: “minhas sinceras desculpas ao post colocado no ar, o que era algo para atingir outro foco, acabou saindo fora de controle. Não tenho problemas com essas pessoas, pelo contrário. Errar é humano. Desculpas mais uma vez”. Nesta quarta (3), o texto já não é mais exibido; aparentemente, sua página foi invadida e o conteúdo, trocado.

Fonte: UOL/site:miséria

IMAGENS DA SEMANA


IMAGENS DA SEMANA FOTOS UOL..+….

Salário mínimo deve chegar a R$ 600 no fim de 2011, diz Dilma


A presidente eleita, Dilma Rousseff, afirmou na sua primeira entrevista coletiva após a eleição, que o salário mínimo deve chegar a R$ 600 no fim do ano que vem e “bem acima” de R$ 700 em 2014. A promessa de salário de R$ 600 no ano que vem foi feita pelo candidato derrotado do PSDB à Presidência, José Serra, durante sua campanha.

Dilma confirmou que pensa em antecipar o aumento que seria dado em 2012 para 2011, para compensar o pequeno reajuste esperado para o próximo por causa da atual fórmula adotada.

Pela regra atual, o ajuste do salário é feito anualmente, considerando a variação do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes mais a inflação pelo INPC. Em 2009, o PIB teve uma pequena retração de 0,2%, então o reajuste será apenas o da inflação. Em 2010, o crescimento esperado é de cerca de 7%, o que daria um reajuste muito grande em 2012.

Dilma confirmou que pode antecipar parte do reajuste de 2012 para 2011, para tentar equilibrar isso, conforme revelou reportagem da Folha de S.Paulo nesta quarta.

“O PIB de 2009 se aproxima do zero, por causa da crise internacional. O Brasil teve uma recuperaçpão muito forte. Estamos avaliando se é possível fazer essa compensação”, disse.

“Adianto a vocês que, num cenário de PIB crescendo a taxas que esperamos, vamos ter salário bem acima de R$ 700 reais em 2014. Já em 2011, estaria acima de R$ 600, no final de 2011, início de 2012.”

FONTE: UOL.

Juazeiro do Norte-CE: IML recebeu 18 corpos nos últimos cinco dias


FONTE: SITE MISÉRIA Demontier Tenório

A violência urbana foi desenfreada no feriadão de Finados na região do Cariri com a chegada de 18 corpos no IML (Instituto Médico Legal) de Juazeiro do Norte. Foram três no sábado, quatro no domingo, mais três na segunda-feira, outros cinco na terça e, somente nesta quarta-feira, mais três corpos. O balanço feito pelo Site Miséria aponta o trânsito como o grande vilão tendo registrado dez mortes por conta de acidentes. Depois, cinco homicídios, sendo dois à bala, dois a pauladas e um à faca. Os demais, um suicídio, um afogamento e outro cujo motivo é desconhecido.

Os corpos vieram de Barbalha, Salitre e Crato com três cada um, Araripina dois e o restante dos municípios de Juazeiro do Norte, Abaiara, Araripe, Tarrafas, Aurora, Missão Velha e Campos Sales. O primeiro a chegar foi no sábado, sendo do jovem de 19 anos Josué Alves Lopes, que foi vítima de acidente de trânsito em Araripina (PE) e morreu no Hospital Santo Antonio de Barbalha. Outro acidente foi em Salitre ocasionando a morte de Cleilson Ferreira Lima, de 27 anos.

Ainda no sábado chegou corpo do padeiro Renilson Mendes de Oliveira, de 27 anos, que residia na Rua Tenente Antonio João (Bairro Vilalta) em Crato. Ele quebrou o pescoço na queda de sua moto quando trafegava na Avenida Thomas Osterne no sentido Crato/Juazeiro. No domingo de eleição o primeiro corpo a chegar foi de Francisco Eronildes Pereira da Silva, de 39 anos, procedente de Crato, onde morreu como vítima do trânsito.

Pouco depois, o corpo do agricultor Divane Negreiro, de 32 anos, que morava na Serra dos Nogueiras zona rural de Salitre. Ele foi vítima de latrocínio em uma estrada carroçável, onde terminou morto a pauladas na cabeça por dois adolescentes de 15 anos os quais foram apreendidos pela polícia. Logo em seguida, chegou o corpo de Marcelo Macedo de Lucena Borges, de 22 anos, morto com seis tiros de revólver por três indivíduos que trafegavam em dois carros. Um deles, o Fábio Calcinha, foi preso.

O último corpo a chegar no domingo veio do Hospital Santo Antonio de Barbalha. Ribamar Dias de Amorim, de 40 anos, foi vítima de acidente de trânsito em Araripina e morreu no Cariri. Na segunda-feira, o corpo de Márcio Rogério Coelho, de 25 anos, veio de Barbalha e a causa da sua morte foi, também, acidente de trânsito. Em seguida, Antonio Marcos Gonçalves Duarte, de 39 anos, o qual praticou o suicídio por meio de envenenamento no município de Tarrafas.

O último a chegar na segunda foi de Ediano Ricarte Pereira, de 36 anos, que morreu afogado na zona rural de Aurora. Somente no feriado de Finados chegaram cinco corpos, sendo o primeiro de Rafael de Souza Cavalcante, de 20 anos, que morreu em conseqüência de acidente na Avenida Thomas Osterne em Crato. Ele trafegava na garupa de uma motocicleta a qual se chocou contra um veículo Logus de cor vinho o qual atravessou a preferencial causando o acidente.

Logo em seguida, Wellington Lourenço Soares, de 21 anos, que morava na Rua José Andrade Gomes, 231 (Bairro da Sé) em Missão Velha. E foi morto a golpes de faca. O corpo foi encontrado por populares na Rua da Estátua perto da casa do mesmo. Proveniente do Hospital Santo Antonio chegou ao IML o corpo de um homem não identificado. Ele havia sofrido pancadas na cabeça e, ao que tudo indica, reside em Barbalha podendo ter sido homicídio ou acidente.

Por volta das 16 horas de ontem, no Sítio Malhada zona rural de Campos Sales, o comerciante João Batista Neto, de 42 anos, que residia na Travessa do CVT, sobrou na curva de uma estrada carroçável e caiu de sua moto. Ele bateu com a cabeça no chão e morreu mesmo estando protegido com o capacete. Já o agricultor Antonio Francisco da Silva, de 42 anos, que morava no Sítio Tanquinho na zona rural de Salitre, foi morto a pauladas por volta das 22 horas de ontem.

Ele bebia na casa de Francisco Lima de Souza, de 40 anos, quando começou a discutir com o também agricultor Valmir Francisco das Chagas, de 32 anos. Terminaram indo às vias de fato e o dono da casa não conseguiu conter os ânimos. Valmir apanhou um pedaço de pau e matou seu colega de farra. Só hoje mais três corpos chegaram ao IML de Juazeiro, sendo o primeiro do adolescente Bruno Silva de Souza, de 16 anos, que foi vítima de acidente de trânsito em Barbalha.

Já por volta das quatro horas da madrugada de hoje na localidade denominada Buracão no município de Araripe, Francisco Lianilson dos Santos, de 34 anos, que residia no Sítio Baixio dos Ramos, foi morto a tiros de revólver. Segundo a polícia, duas pessoas que trafegavam em uma motocicleta foram os autores dos disparos num provável acerto de contas. Finalmente, o corpo de uma vítima de acidente de trânsito na manhã de hoje, no município de Abaiara, a qual ainda não foi identificada.

Acidente entre um Porsche e um Gol deixa dois mortos em São Paulo


Foto: Helio Torchi/Futura Press

Um acidente envolvendo dois carros deixou dois mortos na rua da Mooca, na região da Mooca, zona leste de São Paulo, por volta das 22h30 desta terça-feira (2).

Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), o motorista de um Porsche tentou fazer uma ultrapassagem e bateu na roda dianteira de um Gol. Ele perdeu o controle da direção e o Porsche rodou na via, parando só depois de bater contra um poste.

O motorista do Porsche morreu no local e o passageiro foi levado pelos bombeiros ao pronto-socorro da Santa Casa de São Paulo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os ocupantes do Gol nada sofreram.

O caso foi registrado no 8º Distrito Policial Brás/Belém.

Fonte: Folha.com

Cearamor: roubo sob suspeita


A Polícia aprofundará as investigações sobre o roubo do dinheiro e dos ingressos. Um acusado já está detido no 34º DP

Assalto ou uma ´armação´? Esta é a indagação da Polícia e de milhares de torcedores do Ceará Sporting Club sobre o suposto assalto sofrido, na noite de segunda-feira passada, por diretores e funcionários da torcida organizada Cearamor. Cerca de R$ 45 mil em espécie e mais 3,6 mil ingressos para a partida entre o alvinegro e o Flamengo (RJ), na noite de hoje no Castelão, pelo Brasileirão, foram levados por uma quadrilha composta por cinco homens.

Carro roubado

Os criminosos praticaram o assalto por volta de 18 horas na porta da sede da Cearamor, localizada na Avenida João Pessoa, 3713, em frente ao Estádio Carlos de Alencar Pinto e sede do Ceará, no bairro Porangabuçu.

Até ontem, a Polícia havia prendido apenas um dos supostos envolvidos no assalto. Trata-se de Cláudio Roberto Ferreira de Assis. Ele foi detido por policiais do Comando Tático Motorizado (Cotam), do Batalhão de Polícia de Choque (BpChoque), quando trafegava no cruzamento da Avenida Cônego de Castro com Rua Coração de Maria, no Parque Santa Rosa (Zona Sul).

Abordado pela patrulha de prefixo CT-4002, sob o comando do sargento Oscar, o suspeito guiava um carro roubado. Era um Honda Civic prata, que estava com a placa ´clonada´ NQN-7723. O carro foi o mesmo usado pelos supostos assaltantes no roubo do dinheiro e dos ingressos na sede da Cearamor.

Dentro do veículo a Polícia encontrou uma camisa da Cearamor e um capacete rosa. O acusado foi encaminhado ao 34º DP (Centro) e autuado em flagrante por receptação.

No momento em que foi detido, Cláudio negou ter participado do assalto. Contou que recebeu o carro de um comparsa que ele identificou como Rafael. O Honda Civic teria sido entregue em frente a um restaurante, no Montese. Na ocasião, Rafael estaria em companhia de uma namorada, uma jovem loura, e os dois saíram dali em um Celta verde, também roubado.

De acordo com o delegado Francisco William Cordeiro, que estava de plantão ontem pela manhã no 34º DP (Centro), Cláudio Roberto Ferreira de Assis já esteve preso por crime receptação no 32º DP (Bom Jardim), em Fortaleza.

Conforme a Polícia, o dinheiro e os ingressos foram roubados das mãos do presidente da entidade, Jeysivan Carlos dos Santos, o ´Jey´.

“Estamos reunindo todas as informações que chegaram à Delegacia até o momento para facilitar na identificação e prisão de todos os envolvidos neste crime”, destacou Cordeiro. Segundo o delegado, policiais continuavam nas ruas, em diligências, trabalhando para obter novas pistas dos assaltantes.

Em contato com a Reportagem, na noite passada, por telefone, o diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE), delegado Jairo Pequeno, informou que o caso será transferido, hoje, para a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), devido ao montante roubado.

Transtorno

Ontem, dezenas de torcedores foram até a sede da Cearamor para comprar ingressos, mas não conseguiram. Durante toda a manhã, a movimentação de pessoas à procura de entradas para a partida foi intensa. Muitos torcedores ficaram revoltados porque não conseguiram adquirir ingressos para o jogo. Mais tarde, a Assessoria de Imprensa do Ceará informou, no seu site, que o lote de ingressos roubado foi cancelado. Advertiu, ainda, que, o torcedor que for pego tentando entrar no Castelão com um dos ingressos roubados poderá ser autuado em flagrante (por receptação).

Investiga

A diretoria da Cearamor é alvo de, pelo menos, três investigações que apuram crimes de assassinato, tráfico de drogas, assalto e roubo de veículos.

O atual presidente da torcida organizada, Jeysivan Carlos dos Santos, o ´Jey´, foi denunciado pelo Ministério Público de Aquiraz como envolvido no assassinato de um torcedor do América de Natal (RN). Em outro inquérito, instaurado no 34º DP, ´Jey´ e outros cinco membros da diretoria foram indiciados por tráfico de drogas, roubo, formação de quadrilha e outros delitos graves. Em ambos os casos, ´Jey´ teve pedida a prisão preventiva, mas continua solto

Fonte: Diário do Nordeste

Juazeiro do Norte-CE: João Hilário concede entrevista ao Site Miséria sobre saída da Rádio Tempo e volta ao rádio


FONTE SITE: MISÉRIA.
Após sete anos e meio apresentando o Jornal Supertempo, noticioso que criou na Rádio Tempo FM, o radialista João Hilário estreará na próxima segunda-feira (8), às 12 horas, o Jornal da Tarde, na FM Padre Cícero. A emissora pertence à Fundação Educativa Salesiana Padre Cícero, propriedade dos Salesianos. Instalada em modernos estúdios no andar superior da Igreja dos Salesianos, a FM Padre Cícero, 104,9MHz, tem sua antena e transmissores no Horto, operando com potência igual à da Rádio Tempo.

João Hilário recebeu o repórter Normando Sóracles, do Site Miséria e nos concedeu esta entrevista exclusiva.

Normando – Muito se fala em relação à sua saída da Rádio Tempo. O fato causou surpresa na região. Dá para explicar o que realmente aconteceu?

João Hilário – No dia 06 de outubro, quarta-feira à tarde, três dias após a eleição, recebi a informação de que a partir do dia 11, o Jornal Supertempo teria o seu horário reduzido por determinação da direção da emissora. Não entendi. Afinal, o programa era o carro-chefe da programação da rádio e tinha elevado índice de audiência e credibilidade. Na quinta-feira, consegui falar com o diretor Edilson Oliveira, por telefone, já que ele estava em Lavras da Mangabeira. Pedi a ele que reconsiderasse a decisão e mantivesse o Supertempo com o mesmo tempo, mas ele não abriu mão. Então, não aceitei e comuniquei a ele que iria me despedir no sábado, dia nove. Até o sábado, esperei que a direção reconsiderasse a decisão. Não aconteceu. Então me despedi durante uma entrevista ao vivo com o Governador Cid Gomes. Foram sete anos, cinco meses e quatro dias, um total de 2.310 edições.

Normando – Especula-se que sua saída teria sido por causa de política já que você apoiou para deputado estadual Camilo Santana e não Daniel Oliveira que é sobrinho do diretor da Rádio Tempo. Você confirma?

João Hilário – Não posso afirmar. Durante a campanha não houve nenhum sinal de insatisfação por parte da direção da rádio nesse sentido. Afinal, sempre apoiei Eunício, que é tio de Daniel e irmão de Edilson. Durante a campanha, em comício, carreata e por telefone, conversei bastante com Eunício e em nenhum momento ele demonstrou estar insatisfeito com isso. A propósito, quando fui trabalhar na Tempo em 2003, não foi por motivo político. Cheguei lá num momento difícil da emissora, quatro meses depois que vários excelentes profissionais deixaram a emissora e foram para a Vale FM.

Normando – Você, como político, foi o primeiro a apoiar Eunício Oliveira no triângulo Crajubar em 1998 e todos conhecem a sua boa relação com ele. Do dia que você decidiu sair até a sua despedida você chegou a falar com ele?

João Hilário – Tentei. Tanto na quinta quanto na sexta-feira, liguei várias vezes para o seu celular, mas não consegui. Liguei então para o seu primo Eraldo Oliveira. Este me retornou à tarde e me disse que também não conseguira falar com ele. Lamentei, porque conversei várias vezes por telefone com ele durante a campanha. Eu queria apenas colocá-lo a par do assunto e lhe comunicar a minha saída.

Normando – Você guarda mágoas da Tempo?

João Hilário – Não. Enquanto estive lá, fui muito bem tratado pela direção, pelos funcionários e colegas de microfone. Criei o Supertempo e o apresentei do primeiro ao último com total liberdade editorial. Fiz amizades que vou guardar eternamente.

Normando – Você era o carro-chefe da programação da emissora. Você não teme que a Tempo caia com sua saída?

João Hilário – Não. A Rádio Tempo é muito maior do que eu. Tem um bom nome e bons profissionais. Continuará grande. No Supertempo, eu era apenas um de uma excelente equipe.

Normando – Com sua saída da Tempo, esperava-se que você fosse para a Vale FM. Por que você acertou com a FM Padre Cícero?

João Hilário – No dia em que saí da Tempo, recebi um convite da Padre Cícero e da Juazeiro FM. Três dias depois, recebi em casa, a visita do Raimundão e do seu filho Maurinho, donos da Vale FM, uma senhora rádio. No entanto, eu disse a eles que não me sentia bem em tomar o lugar de Marco Valério, que é meu amigo e um grandíssimo profissional. Eles me falaram que daria para conciliar com mudança de horário. Era uma questão de tempo. Agradeci. Quanto à FM Padre Cícero, desde o início simpatizei com a idéia. É também uma ótima emissora, por sinal, muito bem dirigida, sem preferência política, tem excelentes instalações e tem a mesma potência da Tempo. Para completar, no horário do meio-dia estava no ar uma programação provisória. Deu tudo certo. Estou feliz. Aliás, recebi ainda convites da Rádio Cetama, Barbalha FM e Somzoom Sat, mas já havia dado a palavra à FM Padre Cícero. Sou grato à direção de todas essas emissoras, das quais sou também ouvinte.

Normando – Como está a sua expectativa para o novo projeto?

João Hilário – O formato será o mesmo, acrescido de algumas novidades. Quero voltar e me colocar mais uma vez à disposição do Cariri para divulgar os seus valores e as suas lutas. Estou igualmente agradecido a todas as pessoas que pessoalmente, por telefone e por e-mail torceram para que eu logo voltasse ao ar. Agradeço também ao Site Miséria pelas notícias que tanto repercutiram e aos seus internautas que foram tão generosos comigo nos seus comentários.

Militantes do PT fazem enterro de Serra no dia de Finados


Cerca de 15 militantes do PT “sepultaram”, nesta terça-feira (2), o candidato à presidência derrotado, José Serra (PSDB), em um ato peals ruas de Olinda. Os eleitores de Dilma Rousseff (PT) confeccionaram um “caixão” miniatura para o tucano e utilizaram o dia de Finados para fazer um “ato político-anárquico”, nas ladeiras da cidade. “Aqui já é pré-carnaval e temos essa tradição da irreverência em Olinda. Queremos simbolizar o fim da vida pública de José Serra. Além da brincadeira, nós estamos comemorando a vitória de Dilma, fazendo nossa confraternização, das pessoas que fizeram a campanha”, explicou Alexandre Miranda, um dos idealizadores do ato.

A maior parte dos participantes é filiada ao PT e integra a tendência do partido denominada Movimento de Ação e Identidade Socialista (MAIS). Com os militantes munidos com velas, o “cortejo fúnebre” saiu pelas ladeiras de Olinda chamando a atenção das pessoas. No caixão, além da foto de José Serra, bolas de papel foram destacadas, além de palavras como “homofobia” e “injustiça”. “São palavras que simbolizam Serra”, explicou Miranda.

No Estado, José Serra obteve 1.113.235 votos. Número inferior às abstenções registradas, que somaram 1.373.943. Dilma Rousseff obteve em Pernambuco 75,65% dos votos válidos, o equivalente a 3.457.953.

Fonte: Terra