Daily Archives: 7 de Novembro de 2010

Jovem de 17 anos é assassinado dentro de escola em Olinda


Foto: Reprodução / TV Globo
Um rapaz foi morto e outro ferido em um tiroteio na tarde da última sexta-feira dentro de uma escola, no bairro de Ouro Preto, em Olinda. De acordo com testemunhas, um grupo de jovens participava de uma aula de Educação Física na quadra da escola pública Argentina Castello Branco, quando um homem não identificado entrou na unidade de ensino de bicicleta e fez vários disparos contra Isaac Luis Lima da Silva, 17 anos.

Por conta do tiroteio, George Ribeiro de Brito, 20 anos, foi ferido. Isaac ainda chegou a receber socorro médico, mas não resistiu. O outro jovem encontra-se internado no Hospital da Restauração no bairro do Derby, região central do Recife. Ele passou por uma cirurgia na madrugada do sábado e seu estado de saúde é considerado estável, mas não há previsão de alta. A polícia acredita que a morte de Isaac Luis Lima esteja relacionada à dívida de drogas, já que a vítima havia cumprido medida sócio-educativa na Funase (Fundação de Apoio Sócio-Educativo).

Vizinhos da vítima disseram à polícia que o assassino procurava outra pessoa e atirou em Isaac por engano. Segundo a polícia, os rapazes não estudavam na escola, apenas estavam jogavam futebol na quadra da unidade. Depois do crime, a escola foi fechada. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.

Fonte: Terra/pv

Após 30 assassinatos, moradores de rua de Maceió dormem em árvore e em porta de delegacia para fugir da violência


Com medo da onda de assassinatos e sem acesso a albergues públicos, moradores de rua de Maceió estão mudando a rotina durante a noite para não serem vítimas da violência. Segundo dados da Polícia Civil, 30 assassinatos de sem-teto já foram registrados na capital alagoana este ano e estão sendo investigados. A maioria absoluta ocorreu durante a noite e madrugada.

O assassinato em série chamou a atenção de todas as autoridades locais e da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos. Em Alagoas, Ministério Público Estadual, Justiça e polícias se uniram para tentar chegar aos culpados pelos crimes. Segundo as investigações da Polícia Civil, não há um grupo de extermínio, e a maioria estaria ligada a acerto de contas entre eles mesmos.

Quem não tem acesso ao único albergue público da cidade – que possui apenas 50 vagas – e vive no centro da cidade usa a criatividade para se sentir mais seguro. O desempregado José André da Silva, 29 anos, adotou uma maneira inusitada: construiu uma casa de madeira e lona em cima de uma árvore no mirante de Santa Terezinha, ponto movimentado do bairro do Farol, no centro da capital alagoana.

O desempregado também não acredita na existência de um grupo de extermínio e disse que sente mais seguro – e confortável – em cima da árvore, onde mora desde junho. “Todos os [moradores de rua] que morreram deviam alguma coisa. Seja por drogas, roubo ou agressões. Quem fica longe disso tudo sobrevive. É a lei das ruas”, disse.

O local onde André mora foi montado com tábuas achadas na rua e coberto por lonas. “Aqui além de seguro, não levo chuva”, afirmou.

Para fugir da violência, outros moradores de rua mudaram a rotina e estão dormindo na porta das delegacias durante a semana. A entrada da delegacia de Homicídios, localizada no conjunto Santo Eduarda, é a preferida dos moradores de rua.

“Esta semana dormiram oito moradores de rua na porta da delegacia. Eles disseram aos meus policiais que se sentiam mais protegidos lá”, contou a delegada de Homicídios de Maceió, Rebeca Gusmão.

Fonte: UOL/Miséria.

Juazeiro do Norte-CE: Dois homicídios em um intervalo de oito horas


FONTE:SITE MISÉRIA. Foto: Normando Sóracles

Dois novos homicídios foram registrados de ontem para hoje em um intervalo de oito horas e elevando para 63 o número de assassinatos este ano em Juazeiro do Norte. Por volta das 19h30min, na Rua Campos Elísios, em frente ao número 1091 (Bairro Timbaúbas), um homem identificado apenas como “Nego Douglas” foi morto com dois tiros de revólver (foto). Segundo o perito Milton Alencar, os projéteis o atingiram na face e nas costas sendo que esse transfixou o abdômen.

Segundo testemunhas, os autores dos disparos trafegavam em uma moto Honda Brós de cor preta na qual fugiram em seguida. O corpo permanece no IML sem identificação. As únicas informações são de que o mesmo costumava passar naquele bairro. No bolso da vítima foram encontrados um isqueiro, a parte de uma tesoura, um cordão e uma cueca. Jovens aplaudiram a saída do rabecão com o corpo gritando “menos um”, mas ninguém quis entrar em detalhe quanto a comemoração.

ALANZINHO – Por volta das 03h30min, no cruzamento das ruas Nossa Senhora de Lourdes e 22 de Julho (Bairro Pio XII) alguns quarteirões distante do local do primeiro homicídio, foi morto um jovem de 19 anos. Cícero Alan Mariano da Silva, mais conhecido como “Alanzinho”, residia na Avenida Carlos Cruz, 580 (Bairro Franciscanos) e foi assassinado com quatro tiros de revólver que o atingiram duas vezes na garganta e as outras no abdômen e na coxa.

A vítima ainda foi socorrida às pressas para o Hospital Tasso Jereissati em uma viatura do Ronda do Quarteirão. Posteriormente, até o Hospital Santo Inácio onde morreu em face dos graves ferimentos. A polícia ainda não descobriu a autoria do homicídio, mas o tem como um “velho conhecido”. Alanzinho já respondia por roubo (Art. 157) e ameaça (Art. 147)

Passagem de furacão causa oito mortes e enchentes no Haiti


Oito pessoas morreram no Haiti por causa do furacão “Tomas”, informaram as autoridades do empobrecido país caribenho, que elevaram para US$ 18 milhões os recursos para enfrentar as necessidades mais urgentes provocadas pelo fenômeno, que se converteu de novo em tempestade tropical.

Yolène Surena, da Defesa Civil, disse em entrevista coletiva junto ao presidente do país, René Préval, e ao primeiro-ministro, Jean Max Bellerive, que duas pessoas permanecem desaparecidas em Léogane (oeste).

Yolène indicou que são necessárias cerca de 3.000 novas tendas de campanha para os desabrigados.

Fonte: EFE

Telegramas do Padre Cícero serão doados ao Nudoc


São 15 volumes encadernados com um total de 3.396 páginas. Telegramas que registram a comunicação de um dos personagens mais importantes e controversos do Ceará. Após uma história de extravios e descaminhos, a correspondência telegráfica de Padre Cícero, na maior parte inédita, será reunida e disponibilizada ao público. A ideia é que estes documentos auxiliem pesquisadores e interessados em traçar novos estudos e abordagens sobre o “Santo de Juazeiro”.

Na próxima sexta-feira, às 9 horas, o pesquisador Renato Casimiro fará oficialmente a doação de sua coleção de telegramas ao Núcleo de Documentação Cultural (Nudoc) da Universidade Federal do Ceará (UFC). A entrega será seguida pelo debate “Os Arquivos do Padre Cícero”, do qual participam Renato Casimiro, padre Roserlândio Souza, diretor do Departamento Histórico Diocesano Padre Antônio Gomes de Araújo (da Diocese do Crato), a pesquisadora Maria do Carmo Forti e o diretor do Nudoc, Régis Lopes.

Duas origens

O Nudoc já possui em seu acervo três dos 15 volumes da coleção original de telegramas, que cobrem o período da correspondência telegráfica do sacerdote entre 1912 e 1916. Um fato de interesse é que os telegramas foram obtidos de forma, no mínimo, polêmica, de acordo com o livro “Padre Cícero, o Santo de Juazeiro”, do jornalista cearense Edmar Morel.

Segundo o relato do livro-reportagem, o encarregado da estação telegráfica de Juazeiro, Pelúsio Correia de Macedo, teria copiado estes telegramas a pedido do Padre Cícero, que os guardou até o fim da vida. Por motivos desconhecidos, os volumes que compunham a coleção foram divididos após a morte do sacerdote, ocorrida em 1934.

Segundo Renato Casimiro, nos anos 60, o professor Francisco Sousa Nascimento cedeu estes três volumes, com 498 páginas, ao historiador norte-americano Ralph Della Cava, cuja pesquisa de 12 anos sobre o Padre Cícero deu origem ao livro “Milagre em Juazeiro”. Posteriormente, Della Cava doou os telegramas ao então reitor da UFC, Paulo Elpídio Menezes Neto, que os encaminhou ao Nudoc.

Por sua vez, os 12 volumes restantes estavam em poder de Generosa Ferreira Alencar, uma das muitas afilhadas do Padre Cícero. Após sua morte, o herdeiro vendeu os volumes a Renato Casimiro.

“No total, a coleção cobre os telegramas recebidos e enviados pelo Padre Cícero entre 1912 e 1934. Acredito que pode haver hiatos, perdas, mas o essencial da correspondência está aqui”, ressalta.

Com a doação, os 15 volumes voltam a ficar juntos. Além das transcrições originais dos telegramas, também serão doados os arquivos digitalizados deste acervo. A medida visa facilitar o acesso dos pesquisadores e preservar ao máximo a documentação original.

“Os telegramas registram personagens, datas e fatos de um período expressivo para a nossa história, como a Sedição de Juazeiro, a própria formação da cidade e o desenvolvimento do Cariri a partir da atuação do Padre Cícero”.

Comunicações

Numa observação inicial sobre estes documentos, os telegramas revelam uma comunicação ativa e variada. Em um único dia podiam ser enviados ou recebidos vários telegramas, contemplando temas diversos. Guardadas as devidas proporções, os telegramas faziam as vezes do tipo de comunicação feito hoje por meio da internet.

“O telegrama permitia uma troca de informações muito dinâmica naquele período, porque chegavam no mesmo dia”, aponta Renato Casimiro.

As transcrições feitas por Pelúsio Macedo mostram que o sacerdote mantinha uma expressiva gama de correspondentes, desde presidentes da República e presidentes de Estado (cargo que hoje corresponde ao de governador) até comerciantes e devotos, pessoas comuns que pedem de mezinhas para a cura de enfermidades a conselhos espirituais e familiares.

“Há um telegrama em que uma mulher pede que o Padre Cícero converse com seu marido e interceda para que ele volte a ser ´um cumpridor de suas obrigações´. Há outros em que as pessoas descrevem seu estado de saúde e pedem um chá ou uma planta que possa curá-los. Padre Cícero também era consultado para saber se um determinado período era bom ou não para iniciar o plantio”, explica o pesquisador.

Outros telegramas registram o desenrolar de momentos sociais e políticos importantes, como o período do Cangaço e a passagem da Coluna Prestes, evidenciando o poder de articulação do sacerdote. Em 16 de março de 1914, por exemplo, Setembrino de Carvalho, que governou interinamente o Estado após a Sedição de Juazeiro, envia telegrama ao líder religioso demonstrando preocupação com os jagunços enviados de Juazeiro que continuavam circulando, armados, pela Capital cearense. E, alguns casos, as pessoas de fora de Juazeiro pediam a intercessão de Padre Cícero para dar uma determinada notícia. Também eram feitas diversas negociações por meio dos telegramas, como compra e venda de propriedades e até pedidos recíprocos de “colocação” para afilhados.

Fonte: Diário do Nordeste

Teleton 2010´ atinge meta e supera os R$23 milhões


Terminou há pouco a 13ª edição do “Teleton”, realizado pelo SBT que angaria fundos para a AACD. Em parceria com as maiores emissoras do país, Silvio Santos manteve em seu canal uma programação com mais de 26 horas de atrações e personalidades. A maratona atingiu sua meta: superou os R$20 milhões e até o fechamento do programa arrecadou cerca de R$ 23 milhões.

A abertura ocorreu na noite de sexta-feira (5) pelo próprio Silvio, que em seguida passou o comando da atração que revezou nas mãos de diversos artistas brasileiros até o fechamento na noite de hoje, novamente pelo dono do SBT.

Eliana, que abriu a noite com Hebe Camargo e Claudia Leitte, como embaixadora do “Teleton”, foi quem permaneceu mais tempo ao vivo na programação. Em seguida, a atriz global Fernanda Vasconcellos e a apresentadora Adriane Galisteu também entraram no evento. Galisteu ainda leiloou seu vestido ao vivo e saiu de roupão do palco. “Já fiz de tudo nesse palco, até beijo na boca”, salientou a apresentadora.

Até às duas horas da manhã de sexta, a maratona ao vivo recebeu também a equipe de jornalismo do SBT, a atriz e jornalista Marília Gabriela e vários bem feitores que realizaram entregas de cheques no palco do programa. Durante a madrugada, a emissora manteve o “Teleton” como pauta principal, mas com material gravado e retrospectivo das ações e edições anteriores do “Teleton”.

Pela manhã deste sábado (6), a programação foi reaberta e os apresentadores mirins do SBT, Yudi e Priscilla, acompanhados de Lígia Mendes, ancoraram o programa até o fim da manhã. Em entrevista ao NaTelinha, Yudi e Lígia pediram doações aos internautas.

Durante o sábado, o Teleton teve as presenças de Claudete Troiano, Marcos Mion e Mionzinho, Rafael Cortez, Raul Gil, Carlos Alberto de Nóbrega, Ratinho e Maísa. Repleto de apresentações musicais, o índice de doações que se mostrava baixo até o início da tarde, alavancou até a noite e permitiu superar a meta de R$20 milhões atingindo mais de R$23 milhões.

Já no período da noite, passaram pelo palco Isabela Fiorentino e Arlindo Grund, Isabel Filardis e Celso Zucatelli, entre outros nomes da TV brasileira. Silvio Santos encerrou a festa às 00h24 deste domingo (7), com um discurso emocionado assim como na abertura da maratona.

Fonte: Portal Na Telinha

Juazeiro do Norte-CE: Semana com o registro de 17 mortes violentas no Cariri


FONTE SITE: MISÉRIA. Demontier Tenório Foto: Normando Sóracles

Uma semana atípica com o registro de 17 mortes violentas na região do Cariri a partir do sábado, dia 30 de outubro. A movimentação foi grande no Instituto Médico Legal (IML) de Juazeiro do Norte. De acordo com o levantamento, afora os corpos que vieram do Hospital Santo Antonio de Barbalha de vítimas de acidentes de trânsito em Araripina (PE), os demais foram da região como é o caso de Cleilson Ferreira Lima, de 27 anos, que morreu em acidente de trânsito em Salitre.

Ainda no sábado, o padeiro Renilson Mendes de Oliveira, de 27 anos, que residia no Bairro Vilalta de Crato, quebrou o pescoço na queda de sua moto na Avenida Thomas Osterne. No domingo, Francisco Eronildes Pereira da Silva, de 39 anos, morreu vítima do trânsito em Crato. Pouco depois, o agricultor Divane Negreiro, de 32 anos, que morava na Serra dos Nogueiras zona rural de Salitre, foi morto em latrocínio por dois adolescentes. Ainda no domingo, Marcelo Macedo de Lucena Borges, de 22 anos, foi morto com seis tiros de revólver por três indivíduos.

Na Segunda-feira, Márcio Rogério Coelho, de 25 anos, foi vítima de acidente de trânsito em Barbalha. Já Antonio Marcos Gonçalves Duarte, de 39 anos, praticou o suicídio por envenenamento em Tarrafas. Ainda na segunda, Ediano Ricarte Pereira, de 36 anos, morreu afogado na zona rural de Aurora. Na terça-feira, feriado de Finados Rafael de Souza Cavalcante, de 20 anos, morreu em acidente na Avenida Thomas Osterne em Crato. Depois, Wellington Lourenço Soares, de 21 anos, foi morto a golpes de faca em Missão Velha.

Ainda na terça, o comerciante de Campos Sales, João Batista Neto, de 42 anos, sobrou na curva de uma estrada carroçável e caiu de sua moto morrendo. Já o agricultor Antonio Francisco da Silva, de 42 anos, que morava no Sítio Tanquinho na zona rural de Salitre, foi morto a pauladas. Na quarta-feira, o adolescente Bruno Silva de Souza, de 16 anos, que foi vítima de acidente de trânsito em Barbalha. Já Francisco Lianilson dos Santos, de 34 anos, que residia no Sítio Baixio dos Ramos em Araripe, foi morto a tiros de revólver.

Em Abaiara houve um acidente de trânsito que vitimou uma pessoa não identificada. Na quinta-feira, o mototaxista Isaac Martins Gomes, de 22 anos, que residia na Rua Diógenes Frazão, 163 (Bairro Seminário) em Crato, foi morto com três facadas em Crato. Ainda na quinta-feira Maria Girlene Gomes da Silva, de 41 anos, que residia no Bairro Triângulo foi atropelada perto da Singer e morreu no Hospital Santo Antonio. Todos estes corpos foram necropsiados no IML de Juazeiro.

A força da economia no novo governo

Com um teor econômico bastante forte, no último domingo, Dilma Rousseff se dirigiu pela primeira à nação depois de eleita. Mais pragmática que o presidente Lula da Silva, sua sucessora deu sinais claros do peso que a economia terá no seu governo. “Cuidaremos da nossa economia com toda a responsabilidade”, fez questão de frisar, em meio a um leque de compromissos e de desafios não cumpridos no governo anterior.

Chamando a atenção para a nova era de prosperidade em que se encontra o Brasil, em seu momento de maior potencial, dado que a economia das grandes nações se encontra abalada, Dilma ressaltou a importância de políticas econômicas próprias e do papel do mercado interno e da poupança pública para continuar impulsionando o crescimento nacional. O que não significa dizer que o Brasil se fechará para o mundo, conforme disse, pois assim como Lula, Dilma propagou a ampla abertura comercial, ressaltando que lutará pelo fim do protecionismo dos países ricos e contra a guerra cambial como vantagem comparativa, adotada por países como a China. Ainda internamente, a presidente eleita confirmou o compromisso com a estabilidade da economia, no combate à inflação; com as reformas estruturais, sobretudo pela simplificação e atenuação da tributação; e com a melhoria do gasto público.

No entanto, sua meta mais ambiciosa parece ser a vontade de erradicar a miséria no País, que ainda persiste, apesar do desempenho positivo da economia brasileira. Neste ano, já se projeta crescimento de 8%. Criando oportunidades para todos os brasileiros e brasileiras, a partir da garantia dos direitos essenciais da alimentação, do emprego e da renda e da moradia digna, Dilma afirma que pretende superar esse abismo que ainda separa o País de ser uma nação desenvolvida.

Ao mesmo tempo, ressaltou a importância da igualdade de oportunidades para homens e mulheres, seja ela no mercado de trabalho ou nas entidades representativas de toda a sociedade. Mas o que separa o Brasil idealizado pela primeira mulher eleita presidente do País da realidade que ainda nos cerca? Destacando as principais vertentes do próximo governo, o Diário do Nordeste ouviu especialistas sobre essas questões, traçando o cenário que emoldurará o início da nova gestão.

Fonte: Diário do Nordeste

Polônia termina obra do maior Cristo do mundo

A construção da mais alta estátua de Cristo do mundo, maior inclusive que a do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, terminou este sábado à tarde em Swiebodzin (oeste da Polônia), comprovou um jornalista da AFP no local.

A estátua mede um total de 36 metros, contra 33 do Cristo carioca, e foi instalada sobre uma colina com 16 metros de altura.

Tal como o Cristo Redentor, a estátua de Swiebodzin, cidade de 40.000 habitantes, é completamente branca, tendo como única diferença uma coroa dourada de três metros de altura.

Os últimos elementos da estátua – a cabeça e os braços – foram instalados com a ajuda de um enorme guindaste enviado especialmente ao local, já que a primeira tentativa, na semana passada, fracassou porque o guindaste levado não tinha a força necessária para a tarefa. Calcula-se o peso total da construção em 440 toneladas.

“É a obra da minha vida (…) Será o maior catequista. A Europa precisa de catequistas como Cristo”, disse à AFP Sylwester Zawadzki, padre da paróquia da Misericórdia Divina de Swiebodzin, que lançou este projeto há cinco anos.

A estátua foi construída com donativos particulares arrecadados na Polônia e no exterior, disse o sacerdote.

Fpnte: AFP