Daily Archives: 19 de Novembro de 2010

Lavras da Mangabeira-CE: Com negócios em baixa, comércio sente o fechamento do Banco do Brasil desde o assalto


Fonte: Site Miséria. Demontier Tenório

“Um grito por Lavras da Mangabeira” é como recebeu o título da audiência pública que a Câmara Municipal daquela cidade promoverá às 15 horas deste sábado. O encontro reunirá comerciantes, empresários, maçonaria, clubes de serviços e entidades classistas para protestar contra o fechamento da agência do Banco do Brasil daquela cidade. É que no dia 29 de outubro, ela não só foi assaltado por um bando formado por dez homens, como terminou sendo destruída.

Desde essa época não mais reabriu suas portas com sérios prejuízos econômicos para o município. A audiência pública quer sensibilizar as autoridades com vistas a adoção de providências para que o BB volte a funcionar. Uma das questões e a aproximação das vendas para o Natal quando, normalmente, o comércio ganha um incremento. Com o banco fechado o comércio se ressente e o volume de dinheiro em circulação já é menor.

ASSALTO – A ação dos marginais foi das mais ousada durante a madrugada daquele dia. O bando chegou armado com escopetas, fuzis e pistolas 9 milimetros e dinamitou o setor de caixas automáticos fugindo em dois veículos na direção da Paraíba após recolher o dinheiro. Pelo menos três deles foram destruídos e dois reféns usados como escudo os quais terminaram liberados em seguida. A quadrilha usava balaclava e coletes à prova de bala.

Uma caminhoneta dos assaltantes foi atingida na troca de tiros com a polícia e, pouco tempo depois, um Ford Ecosport de cor prata e placa fria, foi encontrado abandonado. Até o momento, o valor do roubo é desconhecido mas poderia ter sido bem maior se os caixas tivessem sido abastecidos na noite anterior como estava previsto. O Delegado de Lavras da Mangabeira, Pedro Viana, não descarta a possibilidade da quadrilha ser interestadual.

Polícia invade a mansão de Silvio Santos após alarme; família é achada `blindada´


Cerca de 30 policiais militares cercaram a residência do apresentador Silvio Santos, localizada no Morumbi, zona sul de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (19). Isso após uma empresa de segurança particular comunicar uma suposta tentativa de invasão.

O alarme disparou por volta da 1h, mobilizando as equipes do 16º batalhão da PM, o helicóptero Águia, policiais civis do Grupo de Operações Especiais (GOE) e até um coronel da PM, que encontraram a família trancada em um quarto blindado. Após realizar uma varredura na mansão e nos arredores em busca de suspeitos, a polícia concluiu que se tratou de um alarme falso.

De acordo com o depoimento do porteiro, o vento derrubou um galho de uma árvore que acionou dispositvo de alarme.

Há cerca de cinco meses, ladrões invadiram a casa do empresário e fizeram reféns a filha e a diretora artística da emissora, Daniela Beyruti, e o marido dela, o empresário Marcelo Beyruti, além de dois vigias e um copeiro.

Com isso, a residência ganhou um reforço de segurança, e novos sistemas de alarmes de última geração.

Missão Velha-CE: Homem morto a tiros era suspeito de envolvimento em homicídio

Fonte: Site Miséria Demontier Tenório Foto: Chinês

Um homem de 42 anos foi assassinado a tiros de revólver por volta das 20h40min desta quinta-feira no Sítio Forquilha (Distrito de Missão Nova) zona rural de Missão Velha. Edilson Manoel dos Santos ia chegando em casa quando foi surpreendido por um homem que saiu de dentro do mato com um revólver em punho e efetuou dois disparos de espingarda calibre 12 à queima roupa. Ele morreu no local e sua esposa, Maria Alves de Oliveira, de 40 anos, disse ter ouvido quatro tiros.

Ela não soube dizer quem seriam os inimigos do seu marido que tinham interesse na sua morte. Os Cabos Ari e Galiza e os Soldados Sócrates e Lima ainda diligenciaram na área, mas sem o êxito de encontrar o criminoso. Já o perito criminal, Antônio Pequeno, esteve no local e determinou o traslado do corpo ao IML (Instituto Médico Legal) de Juazeiro para ser necropsiado.

De acordo com o boletim da Ciops (Coordenadoria Integrada de Operações Policiais e Segurança) não há registros em desfavor da vítima nos bancos de dados da polícia. Todavia, a reportagem do Site Miséria apurou sobre a existência da possibilidade de envolvimento de Edilson Manoel em um entrevero na zona rural de Barbalha o qual culminou com um homicídio, duas lesões corporais e o incêndio de um carro no dia 3 de julho de 2010.

HISTÓRIA – O tiroteio ocorrido na noite daquele sábado culminou com a morte de Antonio Fábio Santana, de 39, e na lesão corporal de seu filho, Eduardo Sampaio Santana, de 16, e seu irmão, Samuel Cruz Santana, de 27 anos. Os crimes aconteceram na estrada que liga o Sítio Barreiras à sede do município de Missão Velha. Tudo começou com uma briga envolvendo o adolescente.

Quando souberam, pai e tio foram ao local em um veículo Fiat Uno com mais duas outras duas pessoas identificadas por Aureliano Roterdam Rubens Santana, de 30, residente no Sítio Santana, e Francisco Vinicius Santana Cruz, de 22 anos, residente no Sítio Brejinho zona rural de Missão Velha. Os quatro resgataram Eduardo do entrevero e já retornavam à zona urbana.

Em um determinado trecho da estrada, o Fiat foi interceptado por uma Chevrolet D-20 com dois ocupantes, sendo um deles identificado como Dega Vigário, que seria o apelido de Edilson Manoel assassinado na noite de ontem. Ele estava armado e desferiu os tiros que mataram Antonio e lesionaram seus filho e irmão. Os outros dois ocupantes fugiram por dentro do mato abandonando o carro que foi incendiado.

Socorrista do SAMU atira em morador de rua e atende a vítima no local


Após uma discussão, um socorrista do SAMU, que é militar e portava arma, disparou contra um homem. Ele foi afastado do serviço de emergência.

Um morador de rua foi baleado por um atendente do SAMU, próximo ao Hospital Instituto Doutor José Frota, no Centro de Fortaleza, nesta quinta-feira (18). Marcos Antonio Xavier, de 38 anos, foi atingido com um disparo feito pelo cabo do Corpo de Bombeiros Kywal Roginei Mesquita Souza, que trabalhava na equipe do SAMU Litoral Leste.

Segundo testemunhas, a ambulância do serviço de emergência estava parada na Avenida Barão do Rio Branco, ao lado do Instituto Doutor José Frota (IJF), após ter vindo do município de Beberibe. Após uma discussão, o tiro foi dado, mas ninguém disse quais os motivos que deram início à confusão.

De acordo com o Cel. Martins, da segurança do IJF, a arma utilizada foi um revólver calibre 38. O próprio socorrista fez o primeiro atendimento da vítima e depois o encaminhou para a emergência do hospital, em uma maca.

O Dr. Francisco Simão, diretor do Samu Litoral Leste, informou que o projétil atravessou a coxa direita de Marcos Antônio, que passou por uma avaliação radiológica e está sob observação, mas não corre risco de vida. O médico evitou falar sobre os motivos que causaram o disparo, mas adiantou que o bombeiro já foi excluído do quadro do SAMU, e vai ficar à disposição da Corporação.

Francisco Simão disse ainda que, por conta desse episódio, militares que trabalham no Samu Ceará serão formalmente proibidos de portar armas nas ambulâncias.

As investigações serão feitas pelo 34º DP, na Capital. Uma equipe dos bombeiros foi ao local mas não quis se pronunciar.

Fonte: Jangadeiro

Vesgo recebe mais de R$ 44 mil por soco que levou de Netinho


Rodrigo Scarpa, o repórter Vesgo do Pânico na TV, da RedeTV!, está rindo à toa. O humorista esteve com seu advogado, Sylvio Guerra, no Rio, nesta quinta-feira (18), para receber no Banco do Brasil do Tribunal de Justiça R$ 44.670 relativos à indenização pelo soco na orelha que levou do cantor Netinho de Paula, durante o Troféu Raça Negra, em novembro de 2005

Scarpa pretende doar parte do dinheiro que recebeu para a APAE de Itanhandu, sua cidade natal, no sul de Minas Gerais.

Juazeiro do Norte-CE: Em menos de dois meses Fabinho é preso duas vezes por homicídio, assalto e tráfico


Fonte: Site Miséria Demontier Tenório Foto: rquivo Site Miséria

Um dos jovens presos na tarde de quarta-feira, Fábio Vieira Oliveira, de 21 anos, conhecido por Fabinho, acusado do tráfico de drogas e assalto de mais de R$ 20 mil junto a três pessoas que negociavam um carro ganho no Cariri da Sorte, havia sido preso no dia 23 de setembro. Ele é um dos envolvidos no assassinato do carroceiro José da Silva, de 47 anos, o “Zé das Patas”, e foi preso momentos depois com sua esposa Maria Sueli da Silva, de 26 anos.

No momento da prisão na residência do casal na Rua Osana Pereira, 1730 (Bairro João Cabral), eles estavam bebendo whisky em comemoração ao homicídio por vingança praticado juntamente com José Cícero Santana Teixeira, de 27, conhecido como “Tita”, e Carlos Alexandre Temóteo Gomes, de 25 anos, o “Velho”. Este último confessou o crime e, também, foi preso e autuado em flagrante para responder por homicídio. Sueli teria contratado Tita e Velho para dar fim à vida de Zé das Patas.

Supostamente por causa de drogas, um irmão de Sueli foi alvejado à bala há três anos por Zé das Patas e ficou paraplégico. Quando foi presa, ela disse na delegacia que sua mãe faleceu há cinco meses desgostosa por ver o filho preso a uma cadeira de rodas. A idéia inicial era matar um filho de Zé das Patas. Quando a polícia chegou, um dos acusados tentou fugir em um Fiat e os demais saíram pulando muros, mas todos foram pegos.

Foram apreendidos ainda três revólveres calibre 38, uma pistola 380 e seis cartuchos intactos, além de R$ 1.050,00 que a polícia acredita ter sido a quantia paga para matar Zé das Patas. Apesar de todas essas evidências, pouco mais de um mês depois, Fabinho e Sueli foram colocados em liberdade por decisão judicial caracterizando a máxima de que “a polícia prende e justiça solta”. Como se não bastasse todos já respondem por crimes à exceção de Sueli.

Agora, Fabinho foi novamente preso e dentro de casa, onde a polícia encontrou 150 gramas de cocaína ao investigar as denúncias de ser um ponto de venda de drogas. Com ele e mais dois jovens, o Serviço reservado do 2º BPM encontrou R$ 13,2 mil em dinheiro e mais R$ 2,5 mil em cheques, além de uma faca, três celulares e dois relógios. O dinheiro pertence aos dois homens que estavam comprando o carro ganho por Raimundo Elias Rodrigues no Cariri da Sorte.

Recursos para o Ceará ficam em Brasília


Foto: Vivine Pinheiro

O deputado Nelson Martins (PT), líder do Governo na Assembleia Legislativa, admite que a as emendas de bancada dos parlamentares cearenses ao Orçamento Geral da União (OGU) estão com execução muito baixa, como noticiou o Diário do Nordeste na última quarta-feria, “Recursos para o Ceará ficam restritos ao papel”. Contudo, destaca que o Governo Federal vem empenhando e executando recursos para o Estado.

A matéria destaca que o ano de 2010 está se encerrando sem que o Governo Federal tenha liberado sequer 5% do que foi prometido aos projetos estruturantes do Estado do Ceará, por meio das emendas parlamentares de bancada ao Orçamento deste ano, conforme registro do própria administração federal.

Reflexão

O deputado petista reconhece que merece uma reflexão o problema de liberação e execução de emendas parlamentares, pontuando que em 2009 o percentual liberado foi muito baixo em face do que era previsto.

Nelson Martins explicou que os recursos do Orçamento da União são aplicados de duas formas: diretamente pela União ou são repassados ao Estado para que este faça a aplicação. Segundo ele, de recursos repassados pelo Governo Federal ao Estado tivemos até agora, no ano de 2010, R$ 186, 2 milhões empenhados e R$ 83 milhões em valores pagos.

Já os investimentos feitos diretamente pela União, aponta o líder governista, somam um montante de R$ 569 milhões empenhados e R$ 221 milhões pagos. Esses recursos, ressalta, foram aplicadas em diversas áreas através do Departamento Nacional de Obras contra Secas (Dnocs), Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Ceará (Dnit-CE), dentre outros.

Em relação ao Orçamento Geral da União para o exercício de 2011, Nelson Martins destaca que para o Ceará, estão previstos somente para a área de investimento R$ 943 milhões.

Os recursos das emendas parlamentares, não foram explicados pelo deputado, mas, diferente dos outros recursos, também alocados no Orçamento, são liberados diretamente para o Estado ou para os municípios a que foram destinados pelos deputados, individualmente, ou em grupo, que são as chamadas emendas de bancada, o que foi tratado na matéria deste jornal.

Todos os anos, os deputados federais e senadores, como agora estão fazendo, reúnem-se várias vezes, em Brasília ou aqui mesmo no Ceará, para definirem as emendas de bancadas e, ao fim do ano, no balanço que eles próprios fazem, sempre as liberações dos recursos estão deixando a desejar.

PIB

Nelson Martins cita o crescimento do Ceará em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) em 2008, 8,5%. O dado foi divulgado na última quarta-feira pelo Contas Regionais do Brasil, do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). De acordo com o petista, o Estado bateu recorde em termos de crescimento econômico, apresentando o segundo maior resultado no PIB de todos os estados da federação, perdendo apenas para o Piauí, que cresceu 8,8%.

Para o vice-líder do Governo, deputado Roberto Cláudio (PSB), os números informados por Nelson Martins em relação ao que foi empenhado e executado pela União no Ceará, “ajudam a desmistificar” o argumento de que o Governo Federal não investe o suficiente no Estado. Ele alega que a União vem dando uma contribuição significativa ao Ceará, citando os investimentos no ensino superior.

Fonte: Diário do Nordeste

Barbalha-CE: Grupo interministerial mobilizará geoparks no Brasil


Eleizângela Santos Foto: Eleizângela Santos

Uma política mais estruturada em nível de Brasil para criação de novos projetos de geoparques, até que seja desenvolvida uma rede nacional, deverá acontecer nos próximos anos. O processo de discussão se amplia em nível federal, com a criação, nos próximos dias, por meio de portaria, de um grupo interministerial, que será o principal animador e organizador no País, fazendo um elo com a Unesco. A I Conferência Latino-Americana e Caribenha de Geoparks, que termina hoje, está sendo o centro das discussões desse novo redesenhar das perspectivas para o surgimento de novas unidades no Brasil. O grupo dará maior fundamentação técnica e irá estabelecer maiores critérios para que o País possa pleitear novos projetos na área em discussão.

Em alguns Estados esse processo de encaminhamento está sendo levado a sério, mas a criação de um grupo interministerial, que deverá acontecer nos próximos dias, por meio de portaria governamental, irá dar maior fundamentação técnica e estabelecer maiores critérios para que o País possa pleitear novas áreas de geoparks.

Atualmente, dois Estados brasileiros, com as áreas da Serra da Bodoquena, no Mato Grosso do Sul, e Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais, estão com projetos voltados à criação de geoparks. O diretor para o Norte e Nordeste da Secretaria de Programas Regionais do Ministério da Integração Nacional (MIN), Fábio Eduardo de Melo Cunha, afirma que as discussões de inserção de um grupo interministerial veio a partir do momento em que áreas fora do foco de atuação do MIN começaram a se propor para geoparks.

De acordo com o diretor, a visão do Ministério é particular em relação aos geoparks, citando o exemplo do Cariri, que é um projeto calcado nas potencialidades regionais. “Nosso foco não é nos geoparks, mas no processo de desenvolvimento que ele é capaz de alavancar”, destacou ele.

A partir desse apoio ao Geopark Araripe, se ampliou a discussão de novos projetos no Brasil, com outras unidades que estão pleiteando a mesma condição junto à Unesco, como no Quadrilátero Ferrífero e na Serra da Bodoquena. Fábio Melo destaca a importância de definição de uma política brasileira para os geoparks, que refletirá também na região do Cariri.

O trabalho agora, segundo ele, será de mobilização de vários ministérios, incluindo Meio Ambiente, Turismo, Minas e Energia, Ciência e Tecnologia, para discussão de como será o apoio do Governo Federal e a validação a ser dada. A própria Unesco exige isto, dentro de uma visão de País, e não de Estado. O MIN irá liderar o trabalho junto com o Ministério do Turismo, já que é a atividade econômica e produtiva que melhor se associa ao geopark.

“Devemos fazer um esforço para organizar toda essa discussão em torno do que é o geopark para o Brasil”, disse ela. Essa será uma forma de ampliar mecanismos de financiamento, aliados a uma política ou orientação pública federal sobre esse assunto, porque até hoje não tem ainda no País.

Para o diretor, é preciso organizar esse arcabouço em relação aos geoparques, no setor que está se firmando no Brasil, como uma possibilidade de se incorporar ao processo de desenvolvimento, basicamente ligado ao turismo. A ideia é que, definido o arcabouço legal e institucional, o País possa receber as propostas e dinamizar o processo com propostas e adequação das pretensas áreas para a Rede Global.

Ele ressalta que a intenção não é interferir nos processos de gestão das unidades, mas ser um animador no processo que toma dimensão maior no Brasil. “Não tem ingerência alguma na gestão e não há perspectiva disso em nível federal relativo aos processos já consolidados”, explica. O grupo será um elo entre o País e a Unesco.

Centrais insistirão em mínimo de R$ 580,00


O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, mais conhecido como “Juruna”, disse ontem, em São Paulo, que as centrais sindicais insistirão na proposta de um salário mínimo de 580 reais. Ele participou de reunião para negociar o valor do mínimo com os ministros do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, e da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas.

“Como já foi dito pelo relator do Orçamento no Congresso, senador Gim Argello (PTB-DF), há condições de se dar esse aumento”, afirmou, em referência à reunião de quarta durante a qual o parlamentar admitiu que o governo tem uma margem de manobra e poderia chegar a um valor de 570 reais, apesar de a proposta oficial do governo ser de 540 reais.

Embora grande parte dos prefeitos do País seja contra esse aumento, que afirmam não terem condições de repassar ao funcionalismo público municipal, “Juruna” disse que o governo tem de agradar à população e não apenas aos partidos aliados. “Isso eu acho que é uma questão de pressão das centrais sindicais. Eu acho que não basta o governo agradar apenas aos partidos aliados, sem atender a população em geral. Nesse aspecto, eu acho que ainda há condições de negociação”, disse. “Acredito que nós deveríamos pensar num número positivo de aumento real, uma vez que quanto melhor o mercado interno, melhor para o País em geral,” completou.

A Força Sindical e as outras cinco principais centrais sindicais (CUT, CGTB , UGT e CTB) querem criar uma exceção para o cálculo do salário mínimo de 2011. O argumento para a mudança do cálculo especificamente no ano de 2011 é a crise financeira internacional, que fez com que o Brasil tivesse crescimento próximo de 0% em 2009. Desde 2006 o cálculo do mínimo leva em consideração a inflação do ano anterior ao da concessão do reajuste e o PIB de dois antes.

“Os R$ 580 refletem hoje o bom momento da economia. É a média dos reajustes dos último anos, do PIB dos últimos anos, mas também reflete o bom momento do PIB de 2010”, afirma Artur Henrique, presidente da CUT. Paulo Bernardo diz ver com ceticismo a proposta. “É muito arriscado usar o PIB desse ano. Pode gerar uma série de disputas judiciais, uma série de problemas.” Segundo o ministro, as centrais devem “conversar direito, porque o critério é benéfico” a longo prazo.

Na reunião, as centrais manifestaram a intenção de discutir também o reajuste das aposentadorias, acima de um salário mínimo e a correção da tabela do imposto de renda. Bingos

“Juruna” disse também que a Força Sindical é favorável à regulamentação dos bingos no País. Alguns deputados, como Sandro Mabel (PR-GO) e Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, ligado à central, pressionaram o governo pela legalização dos bingos, alegando que poderiam usar parte dos recursos do jogo para ampliar verbas da saúde e na aprovação da Emenda Constitucional 300, que oferece piso salarial de R$ 3,2 mil para policiais militares e bombeiros nos Estados.”

Fonte: Diário do Nordeste

Acusado por morte de Celso Daniel é condenado a 18 anos de prisão


Quase nove anos após o crime, sete jurados decidiram nesta quinta-feira (18) condenar o primeiro réu no caso do assassinato do ex-prefeito de Santo André (SP), Celso Daniel. O réu Marcos Roberto Bispo dos Santos, deverá cumprir 18 anos de prisão por homicídio duplamente qualificado em julgamento no Fórum de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo.

Cinco mulheres e dois homens decidiram que Bispo participou do assassinato, conduzindo o veículo utilizado durante o sequestro de Daniel, encontrado morto com oito tiros em uma estrada de Juquitiba, interior paulista, em 20 de janeiro de 2002. Seis outros acusados ainda irão a júri pelo homicídio, entre eles, o considerado mandante, Sérgio Gomes da Silva, o Sombra.

Os jurados acolheram integralmente os argumentos da acusação. Para dosar a pena, o juiz entendeu que não houve agravantes ou atenuantes, mas considerou que Celso Daniel sofreu desnecessária privação de liberdade. Além disso, disse que a sentença “somente realça” a necessidade da prisão preventiva do acusado.

O magistrado fez questão de afirmar que reconhece o poder investigativo do Ministério Público, previsto na Constituição Federal, refutando os argumentos da defesa, que também é questionado no STF (Supremo Tribunal Federal) por Sombra. “Seria um contra-senso não se entender que o MP não tem poderes para instruir a ação penal”, afirmou.

O juiz disse ainda ser “inevitável” dizer que o processo demorou, mas defendeu que “não se pode dizer que não houve esforço do Poder Judiciário”. Ele classificou a ação de “pesadelo para qualquer magistrado”, já que corre em diversas cidades e as investigações geraram o aditamento da denúncia, com novos réus.

Bispo, que está com a prisão preventiva decretada desde sexta-feira (12) por não ter sido encontrado para comparecer ao julgamento, é considerado foragido. Se decidir se entregar, terá de cumprir o restante da pena em regime fechado. Do contrário, deve figurar no rol de procurados no Estado. Ao todo, ele já passou cerca de oito anos na prisão.

O julgamento

O júri teve início diretamente pelos debates, às 10h30, depois que a defesa abriu mão da única testemunha que deveria ser ouvida. O veredicto foi lido pelo juiz Antonio Augusto Galvão de França Hristov, da 1ª Vara de Itapecerica, que também dosou a pena. Pelas novas regras do júri, o resultado da votação é sigiloso.

O júri pode ser decisivo para os demais acusados pelo crime. Bispo poderá recorrer da condenação ao Tribunal de Justiça de São Paulo. Os jurados entenderam que o crime foi praticado por motivo torpe, almejando recompensa, e com emprego de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, qualificadoras que aumentaram a pena, que vai de 12 a 30 anos para homicídio doloso.

Os debates

O promotor Francisco Cembranelli afirmou que Celso Daniel morreu porque pretendia deter o enriquecimento pessoal, fruto de corrupção, dos envolvidos em um escândalo de fraude e propina na Prefeitura de Santo André (SP). Segundo ele, o prefeito era conivente com os desvios até o momento em que os envolvidos passaram a enriquecer às custas das propinas, e não só a abastecer os caixas do Partido dos Trabalhadores. O promotor negou se tratar de um crime comum. “Para aqueles que almejavam o enriquecimento ilícito, Celso Daniel passou a ser um estorvo”, disse.

Em seguida, Adriano Marreiro dos Santos, advogado do réu, defendeu a primeira versão apresentada pela Polícia Civil, de que Celso Daniel teria sido morto por engano, após uma ordem mal interpretada por um dos comparsas da quadrilha que o sequestrou. “A polícia até hoje descredita as investigações do Ministério Público”, atacou. Ele baseou a defesa nas divergências entre policiais e promotores. Durante a fase de investigações, as duas hipóteses foram aventadas para explicar a morte de Daniel.

Histórico

O ex-prefeito foi encontrado morto em 20 de janeiro de 2002, em uma estrada de terra em Juquitiba (SP), com marcas de tortura e alvejado por oito tiros. Ele havia sido sequestrado dois dias antes. Celso Daniel e o assessor Sérgio Gomes da Silva, conhecido como Sombra, haviam jantado em um restaurante em São Paulo e voltavam para Santo André em uma Pajero blindada.

No caminho, o carro foi interceptado, e o prefeito foi levado por sete homens armados. Para o Ministério Público, o sequestro foi simulado pelo empresário, que encomendou a morte do amigo. Gomes da Silva, que responde em liberdade, nega a acusação e afirma também ter sido vítima.

Envolvidos no caso foram mortos ao longo da investigação. Por medo de represálias, familiares de Celso Daniel se mudaram para a França. Em abril, o irmão do ex-prefeito, Bruno José Daniel Filho, reclamou, em carta, da demora no julgamento, que só foi determinado em março deste ano.

Também são acusados pelo crime, sem previsão de julgamento porque aguardam recurso, José Edson da Silva, Elcyd Brito, Ivan Rodrigues (o Monstro, apontado como chefe da quadrilha), Itamar dos Santos e Rodolfo Rodrigo Oliveira. A ação contra Sombra corre separada, por homicídio triplamente qualificado.

Todos estavam presos desde 2002. Em março, o STF (Supremo Tribunal Federal) concedeu habeas corpus a três réus em razão da demora no processo. Apenas Marcos Roberto Bispo dos Santos foi solto, já que os outros tinham prisões decretadas por outros crimes. Elcyd fugiu do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Pacaembu (603 km de São Paulo) em agosto.

Fonte: UOL