Daily Archives: 8 de Abril de 2011

Presidente garante permanência de Neymar no Santos


SANCHES FILHO – Agência Estado
Rendimento superior a R$ 1 milhão por mês, entre salário e receitas com campanhas publicitárias, dentro de pouco tempo, e 45 milhões de euros (R$ 102 milhões) daqui a quatro anos e meio. Essa montanha de dinheiro é o argumento do presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro para convencer Neymar a permanecer no Santos, mesmo diante do assédio que cresce a cada dia para levá-lo para o futebol europeu.

“O mais vantajoso para Neymar é cumprir o contrato com o Santos até dezembro de 2015 porque ele se tornará único dono dos direitos econômicos, que, pelo valor da multa, estão estipulados em 45 milhões de euros. Além disso, Neymar está feliz no Santos e pelas negociações em curso, dentro de pouco tempo serão assinados novos contratos de publicidade e o seu rendimento mensal ficará em torno de R$ 1 milhão”, disse o dirigente.

“E isso vai acontecer quando Neymar estiver na flor da idade, com apenas 23 anos. Em 2015, ele também poderá assinar contrato por valores bem superiores porque já terá sido o segundo jogador brasileiro – o primeiro foi Pelé – a ser eleito o melhor do mundo sem ter deixado o país”, acrescentou Luis Alvaro, confiante na futura premiação internacional.

Agora é a Juventus, da Itália, que promete levar Neymar na janela de julho. De acordo com a edição desta sexta do jornal italiano Corriere dello Sport, a oferta a ser apresentada brevemente aos santistas é de 30 milhões de euros (aproximadamente R$ 68 milhões).

Embora a proposta seja inferior ao valor oferecido pelo Chelsea no meio do ano passado – estava disposto a depositar a multa de 35 milhões de euros -, o clube italiano acredita que poderá contar com o forte apoio de sua parceira, a Nike, que também tem contrato com Neymar, e ainda ter a ajuda da agência de marketing esportivo 9nine, de Ronaldo.

Tragédia no Rio: 41 pessoas receberão órgãos de vítimas


Quarenta e uma pessoas serão beneficiadas com córneas, ossos e tendões doados por famílias das vítimas do massacre da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro. O Banco de Olhos de Volta Redonda captou oito córneas, de quatro crianças, e o Banco de Tecidos do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia captou ossos e tendões de uma menina – que serão aproveitados por 33 receptores.

Nenhuma das vítimas teve morte encefálica – por isso não foi possível a doação de órgãos como coração, rins e fígado. Outras cinco famílias autorizaram a retirada de ossos, mas isso não foi possível porque o tempo pós-óbito não permitiu a análise de amostras sanguíneas das vítimas.

A família do menino Igor Moraes da Silva, de 13 anos, tinha a intenção de doar os órgãos da criança, baleada na cabeça e no abdômen. Igor estava em estado gravíssimo e seu caso vinha sendo acompanhado de perto pela equipe da Central de Transplantes do Rio de Janeiro. Havia compatibilidade de tipo sanguíneo com o menino Patrick Hora Alves, de 10 anos, que sofre de grave cardiopatia e recebeu um coração artificial há 17 dias, no Instituto Nacional de Cardiologia. Mas Igor teve parada cardíaca, o que impede que os órgãos sejam aproveitados.

CLARISSA THOMÉ – Agência Estado

Polícia indicia cinco por fraude em pagamento do maior prêmio da Mega-Sena


Cinco pessoas foram indiciadas suspeitas de fraude após o pagamento do prêmio de R$ 119 milhões da Mega Sena, o maior da história no Brasil, sorteado no dia 6 de outubro do ano passado. A aposta saiu na cidade gaúcha de Fontoura Xavier (a 193 quilômetros de Porto Alegre).

A polícia investigava se o suposto acertador sacou o valor usando um bilhete que pertenceria a um bolão. Um empresário do município de São José do Herval, no norte do Rio Grande do Sul, se apresentou como o premiado. No entanto, a aposta teria sido feita por onze pessoas, nove delas operadores de máquinas da prefeitura de Fontoura Xavier.

De acordo com os operários, o bilhete premiado havia sido retirado do bolão. Um dos servidores que fez a aposta teria repassado o comprovante ao empresário.

Conforme as investigações, o ex-secretário de Obras de Fontoura Xavier, um funcionário do empresário e o dono da lotérica onde foram feitas as apostas teriam acobertado a fraude. Eles também foram indiciados.

Para o delegado Heliomar Franco, responsável pelo caso, houve crimes de estelionato, formação de quadrilha e falso testemunho. O inquérito começou em outubro de 2010, após queixa dos integrantes do bolão.

O prêmio de R$ 119.142.144,27 é o maior do que a economia de Fontoura Xavier. O município tem Produto Interno Bruto (PIB) anual próximo de R$ 80 milhões. O orçamento da prefeitura, de R$ 14 milhões por ano, é pouco superior a 10% do valor do dinheiro sorteado. A economia local é vinculada à lavoura de fumo, cultivo de erva-mate e suinocultura e também aos programas sociais.

Fonte: UOL

PM PUNE POLICIAIS FOTOGRAFADOS COM MULHERES EM COMPORTAMENTO INADEQUADO.


A Polícia Militar decidiu punir um subtenente e um soldado lotados na 1ª Companhia do 6º Batalhão (Maraponga) que foram fotografados em comportamento inadequado na companhia de duas mulheres próximo a uma viatura Hilux. O fato aconteceu em novembro do ano passado.
A conduta dos policiais acabou “demonstrado falta de profissionalismo, indisciplina e incorreção de atitudes, ao permitirem serem fotografados ao lado de mulheres em poses que evidenciam intimidade – abraços, beijos, toque em arma, no interior da viatura, etc.”, diz o teor a decisão, publicada nesta quinta-feira (7). O Diário do Nordeste Online teve acesso à papelada.

Repercussão negativa
De acordo ainda com a decisão, as veiculações das imagens na mídia “acarretaram repercussão negativa para a corporação, porquanto a população anseia uma polícia legalista, técnica e comunitária, jamais uma polícia indisciplinada, antiprofissional e antiética”. A documentação indica ainda que a transgressão foi “grave” e que a defesa dos acusados não conseguiu justificar as más condutas.
Permanência disciplinar
A decisão, assinada pelo comandante da PM Werisleik Matias, foi punir o subtenente com permanência disciplinar de dez dias e, ao soldado, permanência disciplinar de oito dias. A permanência displinar signica o recolhimento dos policiais ao quartel pelo tempo determinado. Outra punição a ambos foi uma negativação no conceito de comportamento interno da corporação.
Esclarecimento
Em contato com a redação do Diário do Nordeste Online, a assessoria da PM explica que o caso não se refere a policiais do Ronda, mas a policiais da 1ª Companhia do 6º Batalhão. A assessoria informou ainda que o caso não envolve vídeos, mas fotografias.
Fonte: DN/Camocim Polícia24hs

Armas usadas são apresentadas; atirador fez 60 disparos, diz polícia


A polícia apresentou nesta sexta-feira (8) os revólveres utilizados pelo assassino Wellington de Oliveira Menezes, e as cápsulas disparadas por ele, além de um cinturão e de um carregador de munições usados no ataque à escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio. Morreram 12 alunos no tiroteio, e o atirador se suicidou após ser alvejado pela polícia.

“Foram recolhidas pelo menos 60 cápsulas, o que indica o número de tiros que ele disparou. Segundo os depoimentos, ele usava as duas armas ao mesmo tempo”, disse o delegado da Divisão de Homicídios, Felipe Ettore.

A Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos (Drae) vai investigar a procedência dos revólveres utilizados pelo criminoso. Segundo Ettore, até o momento, sabe-se que uma das armas foi roubada em 1994 de um sítio. O outro revólver está com a numeração raspada.

O delegado afirmou que não é necessário treinamento específico para usar um revólver. “Não é complexo utilizar esse revólver, não precisa de treinamento especializado”, explicou.

Atirador apresentava transtornos mentais, diz polícia

Felipe Ettore, que investiga o massacre, afirmou que relatos de familiares e conhecidos de Wellington apontam que o atirador tinha problemas mentais.

“Segundo os relatos, Wellington era uma pessoa muito introspectiva, não tinha amigos, nunca teve uma namorada. Andava sempre de calça comprida, nunca saia de casa. A indicação é de que ele tinha problemas mentais”, explicou Ettore. Ainda segundo o delegado, não foram encontrados remédios na casa do atirador.

Depoimentos

A Polícia Civil ouviu na noite de quinta-feira (7) professores e diretores da escola, além de uma tia do atirador e dois primos. “Os relatos foram fundamentais para traçarmos o perfil dele. Queremos entender o que levou Wellington a cometer esse crime, disse Ettore.

Segundo o delegado, a polícia aguarda o laudo pericial do local e o laudo cadavérico para prosseguir nas investigações.

Fonte: G1.com

ONGs de proteção animal rejeitam casa de atirador de Realengo


O Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, órgão que agrega entidades de proteção animal em todo o País, rejeitou a possibilidade de seus colegiados receberem a doação do imóvel de Wellington Menezes de Oliveira, responsável pelo assassinato de 12 alunos da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro.

Em uma carta encontrada ao lado de seu corpo, o atirador relatava o desejo de ver sua casa doada a instituições de proteção a animais. “Eu deixei uma casa em Sepetiba da qual nenhum familiar precisa. Existem instituições pobres, financiadas por pessoas generosas que cuidam de animais abandonados. Eu quero que esse espaço onde eu passei meus últimos meses seja doado a uma dessas instituições, pois os animais são seres muito desprezados e precisam muito mais de proteção e carinho do que os seres humanos”, diz trecho do texto.

“Nenhuma instituição dedicada à defesa da vida haverá de se interessar pela pretensa bondade póstuma de um assassino”, diz nota assinada pela presidente do fórum, Sônia Fonseca. “Também não entendemos como um ser humano capaz de tamanha atrocidade contra crianças poderia ter algum sentimento positivo em relação a outras formas de vida”, acrescenta Fonseca.

“Nós, que nos dedicamos a defender os animais da crueldade e da violência, lastimamos todo e qualquer derramamento de sangue, e sobretudo, lamentamos a perda de vidas inocentes. Desejamos ardentemente que os pais e familiares das crianças feridas e assassinadas encontrem algum consolo nesta hora de dor imensurável”, diz a nota.

Fonte: Terra

FOTOS DA SALA DE AULA APÓS O MASSACRE.



VEJA MAIS FOTOS ABAIXO:

‘Acabou o sonho da minha neta’
No Jardim da Saudade, muitos familiares e amigos se abraçam e consolam, e alguns choram incontidamente. “Você sabe o quanto meu irmão lutou para criar essa filha”, dizia Cristiane da Silva Machado Gomes, tia de Luiza, enquanto era abraçada por uma parente.
“Era a princesinha dele. Meu Pai, por que isso? Eu preciso criar forças para suportar”, disse ela, chorando muito.

Ele falava para os alunos ficarem de costas e, em seguida, eu só ouvia o disparo´, diz sobrevivente


A estudante Jade Araújo, de apenas 12 anos, relatou passo a passo o desespero dos alunos do colégio Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, que nesta quinta-feira (7) foi palco de uma chacina protagonizada por Wellington Menezes de Oliveira, 23. Segundo a menina, corpos de crianças se amontoavam nas escadas da unidade educacional e, ao fim da tragédia, uma onda de sangue desceu pelos degraus. “Parecia uma cachoeira de sangue”, relatou.

Jade é aluna da sexta série e estava em uma sala do segundo andar quando começaram os disparos. Imediatamente, ela e os colegas correram para o terceiro andar, enquanto Wellington abria porta por porta para exterminar os locais ocupadas pelas crianças da unidade educacional. Depois de subir as escadas para o topo do prédio, presenciou uma cena que ela classificou como “horrível”: crianças e adolescentes implorando para não serem mortas.

“Elas gritavam `não me mata, por favor, não me mata, eu quero viver´. Mas elas morreram mesmo assim. Ele matou mais meninas do que meninos e foi de sala em sala atirando nos alunos”, explicou ela.

Uma vez escondida em uma sala no terceiro andar do colégio, Jade pôde escutar diálogos do assassino com as vítimas. Segundo ela, Wellington mandava as crianças olharem para a parede antes de atirar, preferencialmente na cabeça. O perfil da chacina mostra que o criminoso entrou na escola determinado a matar apenas crianças, já que nenhum professor foi alvejado.

“Ele falava para os alunos ficarem de costas e, em seguida, eu só ouvia o disparo. Teve gente que desmaiou fugindo pelas escadas, outras foram pisoteadas, já que o pânico era grande. Quando ele percebia que uma criança caída não estava morta, fazia questão de voltar para atirar no corpo”, contou Jade.

Jade só conseguiu se salvar porque Wellington não teve tempo de subir o lance de escadas para o terceiro andar –no caminho, foi baleado pelo policial militar Marcos Alves, do 14º BPM (Bangu), e atirou em sua própria cabeça na sequência. Ela, os colegas e a professora posicionaram todos os materiais da sala em frente à porta para impedir uma possível entrada do assassino.

A menina foi salva pelo irmão, que entrou no prédio quando o atirador ainda estava vivo, mas conseguiu chegar ao terceiro andar por um caminho alternativo. Ao descer as escadas para deixar a escola, Jade afirmou que seu tênis ficou encharcado de sangue. Mesmo assustada, ela disse que não queria sair do colégio, já que estava preocupada com duas amigas que são deficientes visuais.

“Eu falei para a minha mãe que não queria sair, perguntava a ela se a Marcela e a Carol estavam bem. Mas elas se esconderam debaixo das carteiras e estão bem”, finalizou.

Fonte: UOL

Candidata a mulher mais velha do mundo vive com um salário em MG


Uma idosa de Carangola, em Minas Gerais, disputa o recorde de mulher mais velha do mundo. Familiares da mineira, que teria 114 anos, afirmam que a mulher nasceu antes da americana Besse Cooper, que atualmente detém o título. Segundo parentes, a mineira seria um mês e 17 dias mais velha.

O nascimento de Maria Gomes Valentim, de acordo com documentos apresentados, foi registrado no dia 9 de julho de 1896. Cooper nasceu em 26 de agosto daquele ano.

O trâmite para o reconhecimento se iniciou com contato feito por uma organização americana que pesquisa os “supercentenários” pelo mundo denominada “Gerontology Research Group”.

De acordo com Taís Nolasco, uma das bisnetas de Valentim, a mulher será alvo de uma pesquisa para atestar a sua idade. “Eles pediram a cópia da certidão de nascimento dela e uma foto. Eles já receberam o material e também já o encaminharam para o pessoal do Guinness Book (livro dos recordes mundiais). Segundo me disseram, viria uma equipe aqui para verificar se os documentos são legítimos e se ela está realmente viva”, disse.

Sobrevivendo com salário mínimo

Além do reconhecimento, a família pretende buscar apoio financeiro para custear as despesas mensais, que giram em torno de R$ 2,5 mil, relativos aos cuidados que a idosa requer. Parentes tentam também auxílio para que a casa onde ela reside seja reformada e adaptada com mobiliário que facilite o dia a dia da mulher. Um tombo e a quebra do fêmur, há cinco anos, deixaram-na com mobilidade reduzida. Atualmente ela se locomove com cadeira de rodas.

“Ela recebe um salário mínimo de aposentadoria, é muito pouco. A pessoa que conseguiu chegar aos 100 anos, em um país igual ao nosso, tinha de ter um benefício diferenciado para cuidar da própria vida”, argumenta Taís, que explicou não conseguir ingressar a bisavó em um plano de saúde particular por ser “inviável” do ponto de vista financeiro. Segundo ela, a conta chegaria a R$ 1,8 mil mensais.

Conforme a bisneta, o acompanhamento médico da bisavó é feito pelo SUS (Sistema Único de Saúde). “Você chegar à idade que ela chegou e sobreviver com R$ 545, chega a ser um absurdo”, disse.

Feijoada e empada de frango

No dia em que a reportagem do UOL Notícias esteve na cidade, a idosa se recuperava de uma infecção urinária, o que a obrigou a ficar internada por quase uma semana. No entanto, a mulher é descrita pelas pessoas que convivem com ela como uma pessoa de temperamento forte e devota de Nossa Senhora Aparecida. “Vó Quita”, como é tratada pelos familiares, teve apenas um filho, que morreu aos 75 anos. Ela tem 4 netos, 7 bisnetos e 5 trinetos.

Segundo Jane Ribeiro Moraes, 63, uma das netas que cuidam diariamente da idosa, ela dificilmente toma medicamentos e tem predileção por feijoada e empada de frango, “com bastante pimenta”, ressalta.

“Ela come sozinha, tem bastante força nas mãos. Ela toma, de vez em quando, remédio homeopático por causa de prisão de ventre e um relaxante muscular. Agora, a minha avó está se recuperando dessa doença, mas ela conversa e nós entendemos perfeitamente o que ela fala”, relata a neta, que faz uma ressalva para a pouca audição dela.

Para Marina Fernandes, uma das cuidadoras contratadas pela família, dona Quita é uma pessoa “tranquila, mas que quer fazer tudo”. “É uma coisa inédita para mim. Já cuidei de outros idosos, bem mais novos que ela, mas que demonstraram muito mais prostração e desânimo”, disse.

“Vive muito porque só cuida da sua vida”

Segundo a neta Jane, a mulher só demonstra desejo de morrer “quando está muito brava”. Questionada sobre a longevidade da avó, a neta repete uma frase que diz sempre escutar da idosa. “Ela fala que vive muito porque sempre cuidou apenas da vida dela e nunca da vida dos outros”.

A neta também destaca a alimentação de Vó Quita. “O pai dela morreu com quase cem anos. Mas eu atribuo isso [longevidade] ao fato de ela se alimentar muito bem, come um pão inteiro pela manhã, com uma xícara de café, depois come uma fruta e gosta muito de leite com linhaça. O almoço é normal, ela não tem nenhuma restrição alimentar e gosta, de vez em quando, de um copinho de vinho”, disse entre risos.

Para a família, o possível reconhecimento e o título de mulher mais velha do mundo seria uma espécie de tributo a uma pessoa descrita como “carinhosa com os familiares e muito ativa”. “Seria para a gente uma honra e uma homenagem a ela. Vamos fazer por onde conseguir isso”, disse Jane.

Familiares pretendem organizar uma grande festa para comemorar os 115 anos de dona “Quita”, em julho deste ano.

Fonte: UOL

Hospital Regional será inaugurado hoje



O governador Cid Gomes e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, inauguram hoje, às 19 horas, o Hospital Regional do Cariri Monsenhor Murilo de Sá Barreto (HRC), em Juazeiro do Norte.
08/04/2011
Este será o primeiro hospital público de alta complexidade construído no interior do Ceará para o atendimento de traumas, como o Instituto Dr. José Frota (IJF), em Fortaleza. Ao mesmo tempo, o hospital realizará atendimento clínico e cirúrgico em diferentes especialidades, como o Hospital Geral de Fortaleza (HGF).
Em toda a história do Ceará, a população nunca recebeu, nas regiões onde mora, assistência de alta complexidade em diferentes especialidades e atendimento de urgência e emergência em um único hospital da rede pública. Agora, o acesso e a qualidade da assistência à saúde melhoram para a população de 44 municípios do Cariri e das regiões de Iguatu e Icó. O HRC tem 996 profissionais da saúde, além de funcionários de zeladoria e vigilância.

Atendimento
A assistência no HRC inclui exames complexos realizados com equipamentos modernos como, por exemplo, a ressonância magnética, feita hoje na rede pública exclusivamente no HGF. Outros exames são tomografia computadorizada, endoscopia digestiva e respiratória, eletroencefalograma, eletrocardiograma, ecocardiograma, ecocardiografia, angiografia, mamografia, ultrassonografia geral e intervencionista, radiologia geral, além de serviços de laboratório de análises clínicas e patologias clínicas, anatomopatologia, citologia e agência transfusional.

Com o funcionamento do novo hospital regional, a população terá acesso a especialistas em traumato-ortopedia, neurologia, cirurgia geral, cirurgia vascular, cirurgia plástica, cirurgia buco-maxilo-facial, proctologia, gastroenterologia, urologia, oftalmologia, clínica médica e mastologia. Os atendimentos serão iniciados a partir de maio a pacientes encaminhados pelos municípios através das centrais de regulação, com consultas e exames agendados. Em abril, serão feitos treinamentos com os profissionais aprovados em seleção pública. Os diretores também passaram por seleção pública, cujo resultado final dos aprovados está sendo divulgado hoje.

Fonte: OE