PF PRENDE 47 SUSPEITOS E DIZ TER DESMANTELADO QUADRILHA DE TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS.


A Polícia Federal disse nesta quinta-feira (5) ter desmantelado uma organização criminosa da Sérvia que usava o Brasil como depósito de drogas. No total, 47 pessoas foram presas ao longo de dois anos da operação, batizada de Nivia.
Outras 16 pessoas estão foragidas e seus nomes devem ser mandados para a chamada difusão vermelha da Interpol, onde polícias de todo o mundo são chamadas para ajudar nas buscas.

De acordo com a polícia, a droga armazenada no Brasil era transportada por barco até a Europa. Segundo o delegado Ivo Roberto Costa da Silva, os bandidos usavam formas “sofisticadas” para transportar a droga. Em um dos métodos, lanchas levavam mochilas com até 200 kg de drogas até barcos de carga. A droga então era “pescada” por tripulantes e levada para a Europa.

– Uma vez que a droga entra no barco de carga fica difícil de detectar o material.

Outro meio usado pelos suspeitos, de acordo com a PF, era esconder a droga em caixas de cereais. Costa disse que os tripulantes desembarcavam alegando que iam comprar alimentos ou para conhecer a cidade e traziam até 30 kg de droga.

Essas operações de transporte eram realizadas no porto de Santos (SP), Navegantes (SC), Rio Grande (RS) e outros do Nordeste, os quais o delegado não soube precisar. Para fazer a operação de embarque, os traficantes alugavam casas nas proximidades dos portos.

Prisões

A Polícia Federal cumpriu, nesta quinta-feira, 60 mandados judiciais – sendo 28 de busca e apreensão e 32 de prisão temporária em seis Estados: São Paulo, Espírito Santo, Paraná, Amazonas, Pará e Rondônia. As ações estão sendo realizadas por 126 agentes federais. De acordo com a polícia, a maioria dos suspeitos são sérvios.

A PF afirma que entre os integrantes da quadrilha estão criminosos com o nome na “lista vermelha” da Interpol. Um dos chefes teria sido detido no último domingo (1º) em cumprimento de mandado de prisão para extradição requerido pelo governo Sérvio. Ele seria um dos cinco homens mais procurados pela polícia no país.

De acordo com o delegado, o chefe da quadrilha foi preso em um imóvel em Bauru, no interior de São Paulo. Ele tinha quatro documentos de identidade: dois da Sérvia, um do Brasil e um da Argentina, onde a quadrilha também atuava.

Por ser procurado pela Interpol, a polícia deve extraditar o suspeito para a Sérvia, segundo Costa.
Além do líder, outros membros do bando usavam documentos falsos, de acordo com a PF.

Os outros devem ser indiciados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e financiamento do tráfico. Se condenados, os suspeitos podem pegar até 15 anos de cadeia. A operação Nivia agora passa a tentar esclarecer se os suspeitos praticavam lavagem de dinheiro.
R7

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s