Vasco falha na `decisão´, cede empate ao Flamengo e é vice brasileiro pela terceira vez


Para comemorar seu quinto título brasileiro, o Vasco não contava apenas com suas forças e precisava lutar contra o imponderável. Porém, depois de abrir o placar e manter o sonho vivo, a equipe acabou vendo o Flamengo marcar e, com o empate por 1 a 1, a equipe cruz-maltina voltou a amargar um vice-campeonato. Para completar, o Corinthians, que tinha de perder, segurou o 0 a 0 contra o Palmeiras e, com isso, ficou com a taça.

Com o resultado, o Vasco terminou o Brasileiro 69 pontos, dois a menos que o Corinthians. Além disso, o time cruz-maltino amargou o seu terceiro vice-campeonato brasileiro. Em 1979 e 1984 o clube já havia ficado na segunda posição, após perder para Internacional e Fluminense, respectivamente. Já o Flamengo, com o empate, garantiu vaga para a Libertadores do próximo ano.

Apesar de mais um vice-campeonato, a temporada vascaína dentro de campo foi altamente positiva. Depois de um início preocupante, com uma série de derrotas no Estadual do Rio de Janeiro, o time viu a chegada do técnico Ricardo Gomes ser o marco para uma arrancada impressionante, culminando com o título da Copa do Brasil e, consequentemente, a vaga para a Copa Libertadores de forma antecipada.

Mesmo assim, o Vasco entrou no Campeonato Brasileiro disposto a brigar também pelo título. A caminhada, no entanto, teve percalços. O maior deles foi a perda de Ricardo Gomes, que sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) durante um clássico contra o Flamengo e foi afastado do futebol. O time cruz-maltino, no entanto, transformou o drama em motivação extra e, com o interino Cristóvão Borges, se manteve na briga pelo título até o fim do campeonato.

Na partida deste domingo, nomes que se destacaram com a camisa do Vasco comprovaram a boa temporada. Um deles foi Diego Souza. Aos 29min, o meia aproveitou um bom cruzamento de Nilton pela direita e, de cabeça, abriu o placar para o time cruz-maltino. Antes, o jogador já havia sido derrubado por Williams, em lance que o torcedor reclamou muito de pênalti não marcado pelo árbitro Péricles Bassols.

Do outro lado, Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves bem que tentaram algo. Porém, com o grande primeiro tempo vascaíno, quando o zagueiro Dedé não cortava o lance, Fernando Prass aparecia com segurança para impedir o gol do adversário.

Na segunda etapa, diante da superioridade vascaína, o técnico Vanderlei Luxemburgo colocou Deivid e Muralha nos lugares de Negueba e Fierro, respectivamente. E a substituição surtiu efeito. Aos 10min, Deivid recebeu lançamento na esquerda e rolou para Renato Abreu empatar a partida e frustrar os vascaínos.

Já sem mostrar o mesmo ímpeto, o Vasco ainda viu sua situação ficar ainda mais complicado quando, aos 25min, Jumar cometeu falta em Júnior César, recebeu seu segundo cartão amarelo, e acabou deixando o time cruz-maltino com um a menos. A expulsão esfriou ainda mais os ânimos, transformando todo o nervosismo em um fim melancólico e, nem a expulsão de Renato Abreu e um princípio de briga apaziguou a decepção vascaína.

Após o apito final, os jogadores do Vasco mostraram revolta e foram discutir com o trio de arbitragem. o goleiro Fernando Prass e o meia Felipe foram os mais exaltados. Outros jogadores, no entanto, preferiram se aproximar do torcedor e, mesmo com o vice-campeonato, receberam apoio por conta da boa temporada realizada.

Fonte: UOL

One response to “Vasco falha na `decisão´, cede empate ao Flamengo e é vice brasileiro pela terceira vez

  1. VASCO VICE NÃO É NOVIDADE, É REDUNDÂNCIA, CONTA OUTRA!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s