Juazeiro do Norte-CE: Seis homicídios e duas mortes no trânsito neste fim de semana no Cariri

20130729094348_capa
Demontier Tenório///fonte.miseria.

Claudiano retornava para casa em sua moto após uma festa no Sítio Escondido em Potengi (Foto: Ivanildo Souza)
Subiu de cinco para 11 o número de mortes violentas na comparação dos dois últimos finais de semana na região do Cariri. Neste, foram seis homicídios, duas mortes no trânsito, um suicídio e duas ainda por causas indeterminadas. Os corpos vieram de nove cidades para o IML (Instituto Médico Legal) de Juazeiro, sendo dois de Crato, outros dois de Milagres, além de Caririaçu, Juazeiro, Assaré, Campos Sales, Barro, Potengi e Barbalha.

Por volta das 19h30min de sexta-feira José Aldísio Araújo, de 50 anos, estava lavando o seu carro na porta de casa na Rua José Pará, 39 (Conjunto Edmilson Leite) quando foi morto. Ele pressentiu o perigo com a chegada de dois homens em uma moto Honda Bros e mandou a esposa, que se encontrava na calçada, entrar no imóvel. A vítima ainda tentou correr, mas foi perseguida pela dupla que efetuou cerca de 20 tiros de pistola. Aldísio era suspeito de envolvimento em um homicídio e morreu no local.

No mesmo horário, foi morto com dois tiros de revólver Melben Henrique Gonçalves da Silva, de 25 anos, que residia na Avenida J.P.B de Menezes no bairro Gizélia Pinheiro em Crato. O crime aconteceu no cruzamento daquela avenida com a Rua São José (Bairro Independência) e o rapaz ainda foi socorrido para o Hospital São Francisco, mas faleceu. Ele trafegava em uma bicicleta e foi surpreendido por dois homens que se aproximaram em uma moto. Melben respondia por crime de lesão corporal.

No sábado, o primeiro corpo a chegar foi de Cleysson Veríssimo Félix, de 21 anos, vítima de acidente com moto em Barro. Já por volta das 3 horas da madrugada na CE-292 em Potengi, o agricultor Claudiano Pinheiro de Souza, de 18 anos, que residia no Sitio Lagoa da Pedra naquele município, morreu em acidente. Ele retornava de uma festa no Sítio Escondido em sua moto quando perdeu o equilíbrio e caiu em uma ribanceira. O jovem estava indo para casa a uma distância de 5 Km do centro de Potengi quando sofreu o acidente.

Por volta das 9 horas no Sítio Serra Brava em Milagres, José Marcelo Pereira Mariano, de 27 anos, matou sua mulher Maria Lucia Lourenço dos Santos, de 37 anos, com cinco facadas nas costas e praticou o suicídio com um tiro de garrucha debaixo do queijo. Os crimes ocorreram na casa de Vicência de Paula Pereira, mãe de Marcelo que era usuário de drogas e havia retornando recentemente de São Paulo. Ele apresentava depressões em virtude da falta de dinheiro para comprar drogas e andava perturbado insinuando que a esposa o traía.

Por volta das 12h30min, na Rua Frei Ibiapina (Pio XII) em Juazeiro, o industriário Cícero Junior Garcia da Silva, de 31 anos, o “Júnior Cara Torta”, que residia na Rua Marcelo Piancó (Pedrinhas), foi morto a tiros. Dois homens em uma moto Honda Bros de cor preta se aproximaram atirando quando este desceu de um Ford Pampa e adentrou uma casa tombando morto na porta. A vítima respondia por furto, lesão corporal, dois homicídios e porte ilegal de arma.

Dia 8 de fevereiro de 2010, ele matou José Ailton Porfírio Ferreira, de 33 anos, na feirinha em frente a Capela de Zé Vieira. Já em outubro de 2011, “Cara Torta” foi lesionado com quatro tiros no Bar Esquema perto da Praça do Giradouro (Triângulo). Por volta das 13 horas ainda de sábado populares encontraram o corpo de Jeovan Alvino Soares, de 38 anos, em área de difícil acesso nas imediações da Farmace em Barbalha, sem marcas de violência e só o exame no IML vai identificar a cauda morte.

Por volta das 04h30min deste domingo populares encontraram no bairro Barragem em Campos Sales o corpo de Givaldo Roberto de Souza, o Paizinho, de 28 anos. Ele cumpria pena em regime semi-aberto na cadeia de Araripe e apresentava perfuração à faca no pescoço. No dia 8 de dezembro de 2003 ele matou Eleoneide Pereira da Silva, então com 24 anos, no bairro Guarani em Campos Sales com uma paulada na cabeça. O casal saiu de uma festa e namorava em local ermo. Como Eleoneide não quis fazer sexo, foi morta.

Por volta das 8 horas o corpo do professor da rede estadual, Gilvan Coelho Felipe, de 49 anos, foi encontrado no quarto de um motel no bairro Muriti em Crato. Ele chegou com uma garota pela madrugada e, por volta das 6 horas, ela saiu a pé do motel. A gerência tentou contato com o apartamento e não conseguiu quando funcionários abriram o mesmo e notaram que o professor estava morto. O perito Henrique Grangeiro esteve no local e disse não ter encontrado marcas de violência no corpo. A tese inicial é a de que o professor teve um mal súbito, mas só o exame vai indicar a causa da morte.

Por volta das 19 horas deste domingo o agricultor Antonio Edimar Gabriel da Silva, de 37 anos, que residia na Vila Populares do bairro Muêda, foi morto com quatro golpes de faca pelo seu próprio irmão por parte de pai, Aparecido Pedro da Silva, de 35 anos, apelidado por “Majola” e residente no Sítio Lagoa da Pedra, que fugiu. O crime aconteceu na Rua Vereador Francisco de Assis Freitas em frente ao Colégio Ananias Ferreira de Melo e a polícia ainda investiga os motivos e o paradeiro do assassino.
MAIS NOTÍCIAS http://radioecultura.blogspot.com.br/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s