ASSASSINO EM SÉRIE DIZ QUE MATAVA A MANDADO DO SATANÁS

download
Nesta última quarta-feira (03) um homem que foi detido pela Polícia Civil responsável por uma série de assassinatos em Mogi das Cruzes (61 km de São Paulo) confessou pelo menos 06 crimes. Ele foi preso após testemunhas que viram o carro do assassino, informar a placa do veículo para a Polícia Militar que localizou e prendeu o criminoso na Vila Suíça, bairro onde ele residia.
O autor identificado como Jonathan Santana teria dito que a motivação dos crimes seria um pacto que teria feito com o demônio, mas relatou mais tarde à Polícia Civil que teria como alvo apenas moradores de rua, porque segundo Jonathan eles não contribuíam com o sistema. Durante depoimento, uma das primas do autor foi até a delegacia e disse que ele havia tentado matar seu filho em uma confraternização familiar. O delegado Marcos Batalha informou que Jonathan nega esse crime, “Ele tentou matar o filho de uma prima durante uma confraternização, quando os parentes viram a criança naquele estado, Jonathan disse que não havia feito nada e que a criança havia passado mal, porém já no hospital a criança disse que ele teria tentado um enforcamento”, disse o delegado. De acordo com a polícia, no início da manhã desta última quarta-feira houve um chamado onde moradores de rua que ficam no Bairro Mogilar haviam sido atacados. Chegando ao local os policiais encontraram um homem decapitado.
Poucos minutos depois, a polícia foi acionada no Bairro do Rodeio onde uma mulher também foi morta com golpes no pescoço, a vítima era uma faxineira e foi identificada como Maria do Rosário Amaral de 69 anos. A terceira ocorrência foi registrada no Distrito de César de Souza onde a secretária Maria Aparecida do Nascimento de 46 anos foi atacada e morta também com golpes de machadinha. Com estes 03 crimes confessados por Jonathan, a polícia descartou a hipótese de que ele estaria matando apenas moradores de rua como ele havia dito em depoimento. Além destes, o acusado confessou ter atacado dois moradores de rua no centro de Mogi das Cruzes onde Carlos César de Araújo de 34 anos foi golpeado e morto e José Barreto que também foi atacado, mas conseguiu fugir e passa bem. A quinta vítima apontada por Jonathan foi na verdade a primeira a ser morta, era uma mulher que foi identificada como Flávia Aparecida de Paula Honório de 38 anos que foi decapitada durante a tarde do último sábado (29) na Favela do Gica no Distrito Brás Cubas. A sexta vítima era uma usuária de crack, decapitada próximo à linha de trem de Poá em São Paulo na última terça-feira (02). Após buscas na casa de Jonathan, foram encontradas uma machadinha e uma faca que provavelmente foram utilizados para decapitar as vítimas. O assassino em série foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Mogi das Cruzes. De acordo com a polícia, investigadores trabalham com a possibilidade de encontrar novas vítimas.

Repórter Cidades / Plantão Policial
MAIS NOTÍCIAS http://crato-noticias.blogspot.com.br/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s