CRATO: Estudante de 16 anos morre ao ser alvejado por disparo de arma de fogo.

download
Um colega da vítima também menor de idade confessou a policia ter sido o autor do homicídio.

Um adolescente morreu por volta das 10 horas, desta quinta-feira, dia 17 em Crato atingido por um disparo de arma de fogo. O estudante Bruno Coelho Pinheiro, 16 anos sofreu um tiro a altura na clavícula, lado esquerdo que transfixou, tendo morte no local. Ele morava na Rua Lavras da Mangabeira, 800, bairro Seminário, mas que na hora do fato se encontrava na residência de número 31 da Rua Vicente Lopes de Oliveira no Conjunto 10 de Fevereiro no mesmo bairro que residia. O caso foi avisado a policia que compareceu ao local e acionou o SAMU. Ao chegar no local a equipe de socorro constatou que a vítima já estava em óbito, ocasião em que os policiais solicitaram a presença da pericia forense para fazer o traslado corpo para necropsia.

De acordo com o policiamento que compareceu ao local, foi apurado que momento do delito além da vitima, encontravam-se na casa dois outros jovens, Leonardo Bezerra dos Santos, 18 anos residente na rua Comandante Marcelo Teixeira, 95, Bairro Seminário e o menor de idade I.R.T de 15 anos morador do imóvel. Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, os dois disseram que jogavam videogame quando Bruno levantou do sofá e falou que iria beber água. Instantes depois os dois ouviram um estampido de arma de fogo momento em que perceberam a vítima voltando da cozinha com a mão no peito e a arma na outra mão. O menor acrescentou que agarrou-se com o colega ferido e o colocou na sala pegando a arma e colocando-a em cima do guarda roupa do seu padrasto,Francisco Alexandre da Silva que é vigilante de rua, para em seguida sair a rua e pedir socorro para o amigo.

Apos ouvir os dois rapazes, a policia apreendeu a arma, um revólver calibre 38, capacidade para 06 (seis) tiros que continha um cartucho intacto e duas capsulas deflagradas, para em seguida diligenciar na tentativa de localidade o responsável pela arma, mas sem êxito. O Perito da PEFOCE Antonio Barbosa esteve no local e recolheu uma capsula que encontrava-se em cima do balcão, bem como um projétil de arma de fogo.

As informações preliminares eram de que a morte de Bruno tivesse sido um suicídio ou uma possível brincadeira de “roleta russa”, mas que com inicio das investigações, essas hipóteses foram descartadas. Poucas horas após ter ocorrido a morte de Bruno, o caso foi esclarecido por uma equipe composta por delegado e inspetores da 19ªDRPC do Crato.
O delegado municipal de polícia civil do Crato, Diogo Galindo confirmou a reportagem do site Caririceara.com que o menor I.R.T ao depor na delegacia confessou ter pego a arma de seu padastro, e ao manuseá-la fez com que uma das balas que existiam no tambor do revólver atingisse fatalmente Bruno sem saber que munição sairia da arma acrescentado que por não ter conhecimento do giro ao apertar o gatinho ocasionou a morte do colega de forma acidental. Diante dos fatos o menor foi apreendido e responderá o ato infracional por homicídio culposo por ter tido a intenção de matar.

http://cratonoticiass.blogspot.com.br/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s