Cerveró diz que Dilma sabia de irregularidades na Petrobras

20150127143557
Depois de duas tentativas de emplacar uma delação, rechaçadas por procuradores da Operação Lava Jato por considerar os relatos vagos, o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró conseguiu fechar um acordo na última quarta-feira, 18, com a Procuradoria Geral da República, no qual diz que a presidente Dilma sabia das irregularidades na Petrobras.

Cerveró também afirma que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebeu propina em contrato de R$ 1,6 bilhão da estatal.

As negociações para o acordo foram destravadas pelas gravações feitas pelo filho de Cerveró, Bernardo, sob orientação dos advogados que negociaram a delação.

O acordo prevê que Cerveró deixe a prisão no meio do próximo ano e que entregue um apartamento avaliado em R$ 7,5 milhões, em Ipanema (Rio), por ter sido comprado com recursos de suborno. O ex-diretor, que está preso desde janeiro em Curitiba, já havia sido condenado por lavagem de dinheiro no caso do apartamento.

MAIS NOTICIAS: http://crato-noticias.blogspot.com.br/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s