Author Archives: Crato Notícias

QUATRO MORTOS EM ACIDENTE


Quatro mortos – três do mesmo veículo e uma criança de 10 anos. Este é o balanço de um grave acidente que aconteceu na noite deste sábado , na Estrada das Cascalheira, Estrada do Coco, Região Metropolitana de Salvador.
Segundo informações do repórter Marcelo Castro, do programa Se Liga Bocão, um Corsa Classic – onde estavam três passageiros e um Fox – onde estavam um casal e uma menina de 10 anos, colidiram de frente.
Os dois veículos ficaram completamente destruídos. Os três ocupantes do Corsa morreram na hora. O casal foi atendido no Hospital Geral de Camaçari. A menina, que também recebeu atendimento médico, não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. A Polícia Rodoviária Federal já está no local, onde os carros e os três ainda se encontram. Não há informações sobre as causas do acidente.

Fotos: Marcelo Castro
vermelhinhodabahia

DETONOU O PAI DE 70 ANOS COM ESPINGARDA


Mizael Moreira de Jesus, de 20 anos, foi preso dentro da própria casa, em Anguera, interior da Bahia, após ser acusado de ter matado o próprio pai. Segundo a polícia, o jovem discutiu com o irmão de apenas 10 anos e acidentalmente acertou um tiro no próprio pai, Martins de Jesus, de 70 anos.

“A arma disparou” alegou o acusado. A bala atingiu as costas de Martin que não resistiu ao ferimento e veio a óbito. A espingarda de socar utilizada no crime foi encontrada pela polícia enterrada no fundo do quintal.
Mizael não resistiu à prisão e foi encaminhado para a delegacia de Feira de Santana

vermelhinhodabahia.com

Estudante é assassinado com cinco tiros em Cabedelo


O estudante Daniel Bernardo da Silva, 23 anos, que morava em Mangabeira, foi assassinado na noite deste domingo (14), no centro da cidade portuária de Cabedelo, região metropolitana de João Pessoa.

Daniel era estudante de Marinheiro, foi passar o dia na casa do pai para poder se despedir, já que iria embarcar para alto mar ainda este mês.

Ele passou a tarde bebendo com amigos na casa do pai, por volta das 18h30, dois homens usando capacetes chegaram a pé, e efetuaram cinco disparos contra o estudante que morreu na hora.

O pai da vitima disse não saber o que motivou o crime, nem a quem atribuir o assassinato do filho.

O corpo foi removido para o Gemol no bairro do Cristo Redentor na capital.

Fonte: /http://www.190pb.com.br
Crédito das fotos: Aguinaldo Mota

Homem é encontrado morto boiando na Lagoa Mundaú


Um corpo de um homem foi encontrado durante o domingo, (14), boiando as margens da Lagoa Mundaú, na cidade de Marechal Deodoro, na Grande Maceió.

Erisvaldo Sebastião da Silva, 28, estava desaparecido a alguns dias e segundo os levantamentos preliminares foi morto a tiros.

Logo após o corpo ser encontrado, parentes o arrastaram até um dos trechos da Rua dos Cajueiros nas margens da estrada da Usina sumaúma, onde após mais de cinco horas, foi recolhido por uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) de Maceió sem ter sido realizada a pericia.

O crime será investigado por policiais da delegacia de Marechal.

EMERGÊNCIA190

Em dez anos, o Ceará perdeu 1.060 leitos de pediatria


Em dez anos, o Ceará perdeu 1.060 leitos de pediatria
Com saúde não se brinca. A máxima pode parecer banal, mas carrega muita seriedade quando se parte para uma reflexão do atendimento em saúde voltado para a criança. Nos últimos dez anos, o Estado perdeu 16 hospitais, setores ou núcleos de pediatria, totalizando 1.060 leitos a menos. Hoje, no Ceará, há 965 leitos, entre públicos, privados e em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

O problema, porém, não é apenas local. Médicos e outros profissionais de saúde reconhecem que o setor passa por uma crise. Os planos de saúde, por exemplo, remuneram, em média, R$ 30,00, valor considerado baixo pelos médicos.

Em Fortaleza, todo dia o problema vem à tona nas emergências públicas e privadas, nas filas dos postos de saúde, na marcação de consultas. Não é raro encontrar, nessa peregrinação, mães do Interior, adolescentes sem informação, crianças com doenças graves tendo que esperar meses por atendimento especializado e filas para conseguir consulta também particular.

No Ceará, de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), na rede pública, existem 519 leitos pediátricos de médio e alto risco e de UTI pediátrica e neonatal do Estado em Fortaleza. Entretanto, outros 33 hospitais polo também atendem as crianças com doenças de alto e médio risco no interior. Esses hospitais, de acordo com a Assessoria de Imprensa da Sesa ou são municipais ou ligados a instituições filantrópicas e recebem, mensalmente, R$ 5,4 milhões do Governo do Estado, para que a população do interior não precise se deslocar até Fortaleza para ser atendida.

Contudo, esses hospitais não suprem as necessidades da população e muitas pessoas precisam vir até as unidades de Fortaleza para conseguir atendimento especializado, como oncologia ou neurologia, por exemplo.

Foi esse o destino da agricultora Marla de Sousa Andrade, de Russas. Aos três meses, a sua filha Heloá começou a ter convulsões e desmaiar sem motivo aparente. Sempre que a menina tinha crises, a mãe corria para o hospital do município, onde Heloá era medicada. Contudo, o pediatra pediu que a mãe procurasse um especialista. Nesse caso, um neurologista.

Como naquela cidade não tem médico neurologista, Marla veio até o Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), em Fortaleza. Após fazer vários exames e ficar três dias internada com a filha, elas saíram sem um diagnóstico e com um retorno a ser marcado. Pela falta de vagas, Heloá só conseguiu uma nova consulta para dali a um ano e seis meses.

Hoje, Heloá tem um ano e nove meses e, mais uma vez, teve que se deslocar com a mãe até Fortaleza para a consulta. “Nesse tempo, ela já convulsionou umas 15 vezes e lá, só posso levá-la para tomar remédios no hospital. Eu tenho medo que aconteça alguma coisa muito séria com ela”, ressalta.

Leucemia

A também agricultora Maria Marileide da Silva teve que sair de sua cidade natal para morar na casa de apoio da Prefeitura de Nova Olinda, em Fortaleza, quando descobriu que a filha caçula, Ana Maria, de 8 anos, tinha leucemia. Antes de procurarem atendimento no Hospital Pediátrico do Câncer, que atua em parceria com o Hospital Infantil Albert Sabin, as duas ainda tentaram o tratamento no Crato, mas não notaram melhora na menina, porque não havia aplicação de quimioterapia.

Perto de terminar o tratamento, a menina já pensa em voltar à cidade natal e à sua antiga rotina. “Quero fazer tarefa e assistir os meus DVDs em casa”, diz.

Mesmo morando em Fortaleza, a dona-de-casa Fabiana Dias Carvalho também foi obrigada a procurar o Hospital Infantil Albert Sabin, porque o Posto de Saúde mais próximo da sua casa não faz atendimento de emergência. “Ela já teve broncopneumonia e ficou internada. Tenho medo de voltar a doença, por isso corri logo para cá”, explica.

Problema Nacional

Essa redução na quantidade de leitos não é exclusiva dessa especialidade, nem tampouco do Ceará. O Estado, entre 2005 e 2012, passou de 16.475 leitos para 15.925, com uma perda de 550 unidades, o que representa redução de 3,3%. De acordo com um levantamento do Conselho Federal de Medicina, divulgado em setembro pelo Diário do Nordeste, a pediatria foi a segunda especialidade mais atingida com essas perdas, com uma redução de 8.979 leitos. Em primeiro lugar, está a da psiquiatria (9.297). Em segundo, a obstetrícia (5.862), seguida da cirurgia geral (5.033) e clínica geral (4.912). A falta de financiamentos e de infraestrutura é considerada pela análise como fator impactante no número de leitos disponíveis, prejudicando, assim, o trabalho médico.

Falta de pediatras

Segundo a conselheira do Conselho Regional de Medicina e diretora de defesa profissional da Sociedade Brasileira de Pediatria, Regina Portela, o número de pediatras ainda é insuficiente para atender à demanda. “Na Sociedade Cearense de Pediatria, da qual faço parte e fui presidente, são 800 médicos sócios. Destes, apenas 150 atendem em consultório com regularidade, cerca de três vezes por semana. O restante ou está aposentado ou só atende nos plantões de emergência”.

Para Regina Portela, os baixos valores pagos por consulta e a necessidade de o médico estar disponível 24 horas para tirar dúvidas das mães são fatores que desestimulam o ingresso dos médicos nessa especialidade. “Um dos planos de saúde paga cerca de R$ 55,00 por consulta, mas após os descontos, esse valor cai para menos de R$30,00. Um consultório é uma empresa como qualquer outra e temos gastos elevados que acabam não compensando financeiramente para muitos profissionais”, explica.

Segundo a diretora comercial da Cooperativa dos Pediatras do Ceará (Cooped), Joana Maciel, a entidade agrega 592 médicos que trabalham em regime de plantão em Fortaleza e Maracanaú. “Todos os anos temos um acréscimo de cerca de 5% no número de cooperados, pelos profissionais que terminam a residência em pediatria”, afirma.

A tabela de pagamento da Cooped estipula um valor de R$897,48 para 12 horas de plantão na semana. Nos fins de semana, feriados e no período noturno, o valor é de R$ 1.218,74.

Por conta desse valor mais alto, pago pelos plantões, no consultório de Regina Portela, o número de pacientes atendidos sofreu um acréscimo de 50%. “Há dois anos, eu atendia uma média de 12 pacientes, hoje são 18 e estou no meu limite. Costumo brincar que as mães devem tratar muito bem os pediatras dos seus filhos, porque não é mais tão fácil achar um”, diz.

Como representante da Sociedade Brasileira de Pediatria, Regina Portela admite que os baixos valores não são uma realidade só do Ceará, mas de todo o Brasil. “Nós queremos que os planos de saúde nos paguem R$80,00 por consulta normal e R$120,00 nas consultas de puericultura, em que o médico tem que atender a 17 ítens no exame”, esclarece.

A partir desse mês essa reivindicação foi parcialmente atendida e um dos planos de saúde passou a pagar R$100,0 por esse tipo de consulta, em que os bebês, durante os doze primeiros meses, são examinados sob vários aspectos, como o peso, a altura e o perímetro encefálico.

Especialidades

Na rede pública, existem seis hospitais de referência em atendimento pediátrico: Hospital Infantil Albert Sabin, Hospital Geral de Fortaleza, Hospital Geral Dr. Cesar Cals, Hospital Dr. Waldemar de Alcântara, Hospital Geral de Fortaleza, Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes e Hospital Geral da Polícia Militar.

O Hias é o único que só atende o público infantil e atua em diferentes especialidades. Já os Hospitais Gerais de Fortaleza, Cesar Cals, da Polícia Militar e Waldemar Alcântara atendem todo o tipo de público, inclusive o infantil. O Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes é referência em atendimento a adultos e crianças em cardiologia e pneumologia.

Planos de saúde têm mais leitos que a rede pública

Nem sempre ter um plano de saúde significa direito a mais conforto ou a um tempo de espera menor por consulta. No caso do atendimento pediátrico, sobram reclamações, principalmente na fila de espera nas emergências e também por uma consulta de primeira vez que, dependendo do profissional, pode demorar mais de dois meses.

A auxiliar administrativa Ligiana Oliveira, por exemplo, preferiu trocar de plano para conseguir atendimento para o filho Lucas Heitor, de dois anos. A pediatra que o atende só o encaminhava para o Hospital Luis França e ela resolveu fazer o plano do próprio hospital.

“Eu sempre vinha pra cá, mesmo tendo outro plano e preferi gastar menos com esse plano do Hospital. Por mais que demore um pouco, a gente é sempre atendido e eu gosto muito dessa médica”, diz.

Na rede privada de saúde, existem 650 leitos, entre os de médio e alto risco e UTIs pediátricas e neonatais. São 131 a mais que na rede pública. De acordo com o presidente da Associação dos Hospitais do Ceará, Aramicy Pinto, entre leitos de hospitais públicos e privados, foram fechados 1.060 leitos.

O principal motivo para essa redução foi o financeiro. “Estes hospitais fecharam por dificuldades de gestão, haja vista a alta carga tributária do setor e os valores remuneratórios para os atendimentos estarem muito abaixo do custo. A razão foi o congelamento da tabela do SUS pro 12 anos”, explica.

A pediatria, assim como a psiquiatria, foi a principal atingida com esse congelamento. “As especialidades em pediatria e psiquiatria não têm sido prioritárias para os médicos recém-formados, face ao baixo valor da consulta, tanto no SUS como nos convênios e dos procedimentos clínicos”, ressalta.

Os planos da Unimed e do Hap Vida, por exemplo, contam com clínicas de atendimento exclusivamente pediátrico. Na Unimed, existe o Centro Pediátrico, que concentra os atendimentos de urgência voltados para esse público, dos clientes Multiplan e Uniplano, que antes eram realizados no Hospital Regional Unimed (HRU).

Essa unidade, localizada no Joaquim Távora, atende crianças de 0 a 16 anos e oferece atendimento com resolubilidade nas primeiras 12 horas. Caso o paciente necessite de um período maior de observação, ele é encaminhado para uma unidade hospitalar da rede credenciada, transportado por UTI móvel da Unimed Urgente. São 8 leitos de UTI pediátrica e 10 de UTI Neonatal, todos localizados no Hospital Regional do convênio. Na Unimed, são 528 pediatras e neonatologistas cooperados

O plano de saúde Hap Vida mantém, em todo o Estado, um total de 190 leitos destinados às crianças. Em Fortaleza, o Hospital Antônio Prudente conta com UTI Pediátrica, Neonatal, Internação pediátrica, enfermaria pediátrica, maternidade, emergência pediátrica, berçário e Espaço Mãe Canguru. No Hospital Ana Lima, em Maracanaú, há internação e emergência exclusiva para crianças.

Esse convênio ainda tem cerca de 150 pediatras trabalhando em sua rede própria. Também foram inauguradas neste ano a Hapclínica, na Padre Antônio Tomás, voltada somente para o atendimento pediátrico.

Planos de saúde têm mais leitos que a rede pública

Nem sempre ter um plano de saúde significa direito a mais conforto ou a um tempo de espera menor por consulta. No caso do atendimento pediátrico, sobram reclamações, principalmente na fila de espera nas emergências e também por uma consulta de primeira vez que, dependendo do profissional, pode demorar mais de dois meses.

A auxiliar administrativa Ligiana Oliveira, por exemplo, preferiu trocar de plano para conseguir atendimento para o filho Lucas Heitor, de dois anos. A pediatra que o atende só o encaminhava para o Hospital Luis França e ela resolveu fazer o plano do próprio hospital.

“Eu sempre vinha pra cá, mesmo tendo outro plano e preferi gastar menos com esse plano do Hospital. Por mais que demore um pouco, a gente é sempre atendido e eu gosto muito dessa médica”, diz.

Na rede privada de saúde, existem 650 leitos, entre os de médio e alto risco e UTIs pediátricas e neonatais. São 131 a mais que na rede pública. De acordo com o presidente da Associação dos Hospitais do Ceará, Aramicy Pinto, entre leitos de hospitais públicos e privados, foram fechados 1.060 leitos.

O principal motivo para essa redução foi o financeiro. “Estes hospitais fecharam por dificuldades de gestão, haja vista a alta carga tributária do setor e os valores remuneratórios para os atendimentos estarem muito abaixo do custo. A razão foi o congelamento da tabela do SUS pro 12 anos”, explica.

A pediatria, assim como a psiquiatria, foi a principal atingida com esse congelamento. “As especialidades em pediatria e psiquiatria não têm sido prioritárias para os médicos recém-formados, face ao baixo valor da consulta, tanto no SUS como nos convênios e dos procedimentos clínicos”, ressalta.

Os planos da Unimed e do Hap Vida, por exemplo, contam com clínicas de atendimento exclusivamente pediátrico. Na Unimed, existe o Centro Pediátrico, que concentra os atendimentos de urgência voltados para esse público, dos clientes Multiplan e Uniplano, que antes eram realizados no Hospital Regional Unimed (HRU).

Essa unidade, localizada no Joaquim Távora, atende crianças de 0 a 16 anos e oferece atendimento com resolubilidade nas primeiras 12 horas. Caso o paciente necessite de um período maior de observação, ele é encaminhado para uma unidade hospitalar da rede credenciada, transportado por UTI móvel da Unimed Urgente. São 8 leitos de UTI pediátrica e 10 de UTI Neonatal, todos localizados no Hospital Regional do convênio. Na Unimed, são 528 pediatras e neonatologistas cooperados

O plano de saúde Hap Vida mantém, em todo o Estado, um total de 190 leitos destinados às crianças. Em Fortaleza, o Hospital Antônio Prudente conta com UTI Pediátrica, Neonatal, Internação pediátrica, enfermaria pediátrica, maternidade, emergência pediátrica, berçário e Espaço Mãe Canguru. No Hospital Ana Lima, em Maracanaú, há internação e emergência exclusiva para crianças.

Esse convênio ainda tem cerca de 150 pediatras trabalhando em sua rede própria. Também foram inauguradas neste ano a Hapclínica, na Padre Antônio Tomás, voltada somente para o atendimento pediátrico.

Fonte: Dn

Morre, no HGV, jovem vítima de explosão no Recife

A explosão, nessa sexta, deixou feridos e mutilados (Foto: Igo Bione/JC Imagem)
O jovem Luandson José da Silva, 19 anos, não resistiu e acabou falecendo, na madrugada desta segunda-feira (15), no Hospital Getúlio Vargas (HGV), na Zona Oeste do Recife. Luandson foi uma das vítimas que tiveram as duas pernas amputadas com uma explosão após vazamento de gás em frente ao Horto de Dois Irmãos, também na Zona Oeste, nessa sexta (12). O estado de saúde das outras vítimas deve ser divulgado ainda nesta manhã.

A morte cerebral do jovem já era suspeitada nesse domingo. No entanto, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) não confirmou se essa foi realmente a causa do falecimento. Luandson estava vendendo balões e utilizava o gás.

O outro vendedor de balões que perdeu as duas pernas após a explosão, Marcelo de Paula Santos, 42, ainda está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) também do HGV, mas já está consciente e recebendo a visita dos familiares, de acordo com o último boletim médico divulgado pela SES, nesse domingo (14).

Dois visitantes do Parque também foram feridos. José André da Silva sofreu queimaduras de segundo grau nas pernas – o que equivale a 10% do corpo – e está internado no Hospital da Restauração (HR), no Centro. Segundo boletim divulgado nesta segunda, ele está consciente e passa bem, mas ainda não tem previsão de alta. O adolescente Geraldo da Conceição Filho, 17, foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá com ferimentos leves.

Crianças que também estavam em frente ao Parque Dois Irmãos ainda tiveram ferimentos leves e foram encaminhadas para a UPA dos Torrões e depois levadas para hospitais particulares. A unidade de saúde não forneceu mais detalhes sobre o estado delas.

Fonte: NE10

Vereador é assassinado a tiros após festa, em Picos-PI

Vereador Titico (Foto: Divulgação)
O vereador Francisco de Assis Pio, o Titico (PP), da Câmara Municipal de Picos, foi assassinado por volta das 18h30 deste domingo (14/10) na localidade Angical dos Domingos, zona rural da cidade.

Dois homens, ainda não identificados, foram os autores do assassinato. Uma multidão foi Hospital Regional Justino Luz, em Picos, saber dos desdobramentos. O corpo foi levado ao necrotério do hospital.

Segundo informação do portal Richão Net, de Picos, o motorista que conduzia o veículo do vereador, identificado por Chiquim, também foi ferido a tiros. O delegado Regional de Picos, Adolfo Henrique Soares Cardoso, disse que informou que Titico estava com mais três pessoas.

Titico teria se envolvido em uma confusão durante uma bebedeira. Após uma discussão, por supostos motivos banais, onde uma mulher teria jogado cerveja no rosto de um amigo, uma discussão iniciou. Um homem, armado, disparou de um revólver calibre 38 e acertou pelo menos três tiros no vereador. Morreu na hora. Considerado um dos vereadores mais conhecidos de Picos, ele já foi presidente da Câmara e tinha bastante eleitores. Na eleição deste ano obteve 1.101 votos.

Fonte: 180 Graus

Cariri Garden Shopping promove o Outubro Shopping Fashion, o maior evento de moda do interior do Ceará


Assessoria de Imprensa

Evento acontece de 16 a 19 de outubro (Foto: Reprodução/Google Imagens)
O maior evento de moda do interior do Ceará será realizado de 16 a 19 de outubro. O Outubro Shopping Fashion (Semana de Moda Primavera Verão) acontece no Cariri Garden Shopping, administrado pela Tenco Shopping Centers. O evento reúne 34 lojas do segmento de moda do shopping, incluindo as âncoras Riachuelo, Marisa, inaugurada neste dia 11, e a C & A. Atores e atriz globais estarão presentes no evento, além de modelos de atuação nacional no mundo da moda.

Os desfiles serão realizados a partir das 18 horas e contarão com as presenças vips dos artistas globais Suyane Moreira, que faz a personagem Mara, em Gabriela. A atriz estará presente do dia 17 ao 19; o ator Pablo Bellini, que fez o personagem Alejandro, em Cheias de Charme, participa dos desfiles no dia 19, e Rony Kriwat, que faz o personagem Tomás, em Avenida Brasil, estará no dia 17.

Esta é a 6ª Semana de moda promovida pelo shopping, onde já desfilaram celebridades como Klebber Toledo, Matheus Rocha, Luka Ribeiro, Marcio Kielling, Claudio Heinrich, Rodrigo (ex BBB) dentre outros. O casting de modelos está sendo composto por 23 modelos ao todo (sendo 10 homens e 13 mulheres). Cinco deles virão de Fortaleza, inclusive Jade Oliveira, que acabou de chegar de uma temporada em Istambul. Também estará presente ao evento, o Mister Ceará 2013, Bruno Leka e os outros modelos da própria região Cariri.

A gerente de marketing do empreendimento, Márcia Oliveira, destaca o evento como um dos maiores do Estado, além de levar às passarelas grandes marcas, junto com a participação das lojas âncoras. “Teremos a oportunidade de ver nas passarelas, as principais tendências da moda primavera verão e nomes importantes da moda, além de artistas que estão em evidência, abrilhantando a semana de moda”, diz.

SERVIÇO

OUTUBRO SHOPPING FASHION
Data: De 16 a 19 de outubro
Local – Praça de Eventos – Cariri Garden Shopping
Horário: Desfiles a partir das 18 horas

Cariri Garden Shopping
Administração: Tenco Shopping Centers
Av. Padre Cícero, 2.555 – Juazeiro do Norte – Ceará
http://www.caririshopping.com.br

Grande Fortaleza: Comel registra 41 mortes violentas no Feriadão

Da noite de quinta-feira até ontem, 27 crimes de morte foram registrados na Grande Fortaleza. (Foto: Kiko Silva)
A Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) registrou a entrada de 41 corpos, entre a noite da última quinta-feira, véspera de feriado, e a manhã de ontem. Foram 27 homicídios, sendo 22 a bala, três a faca, um a paulada e outro por espancamento.

O trânsito matou quatro pessoas, duas por atropelamento e outras duas vítimas de acidente envolvendo motocicletas. A Comel registrou ainda três casos de quedas fatais, dois suicídios e cinco mortes de causas ignoradas.

Crimes

Na noite de quinta-feira, por volta de 22h56, um adolescente foi assassinado no bairro Siqueira. Era o garoto Ismael José de Freitas, 17. Ele estava em casa quando foi morto, a tiro, por dois homens. Um deles, identificado como Gildo Gomes de Sousa, acabou preso em flagrante. O comparsa dele, conhecido apenas por André, está foragido.

Já na sexta-feira, foram registrados oito homicídios. Um deles foi duplo. Aconteceu na Travessa Joaquim Jesus dos Santos, no Loteamento Arvoredo, quando foram assassinados os adolescentes Domingos Sávio Rufino de Barros, 16; e Tauã Oliveira Torres, 17. Ambos foram executados, a tiro, quando consumiam drogas em um terreno baldio. Os assassinos são também dois adolescentes.

Na Barra do Ceará, foram dois mortos, Francisco Hebert da Silva Magalhães e um adolescente. Ainda na sexta-feira, ocorreram assassinatos também em Caucaia, Mondubim, Siqueira e no Jardim Guanabara.

No sábado, assassinatos aconteceram, em Messejana, nas Goiabeiras, Capuã (Caucaia) e no Passaré. Ontem, um homem foi assassinado, durante a madrugada, na Rua José Avelino, na Praia de Iracema.

Fonte: Diário do Nordeste

`Profeta´ do fim do mundo deixa prisão em Teresina-PI

Na sexta-feira, quando previa o fim do mundo, Luis Pereira dos Santos foi protegido pela Polícia Militar do Piauí contra tentativa de linchamento. (Foto: Yala Sena/Especial para Terra)
O “profeta” do fim do mundo Luis Pereira dos Santos, que havia previsto que o mundo acabaria às 16h da última sexta-feira, dia 12 de outubro, foi solto na madrugada deste domingo. Ele estava preso na Central de Flagrantes de Teresina (PI).

Santos foi detido na sexta-feira, após populares tentarem linchá-lo em sua residência no Parque Universitário, uma das favelas de Teresina. Ao ser preso, em meio ao tumulto, ele afirmou ser um servo de Deus e que estava se entregando por questão de segurança.

O “profeta”, de 43 anos, ex-zelador e ex-católico, afirmou que há quatro anos recebeu mensagem de um anjo avisando que o mundo iria acabar no dia 12 de outubro. Segundo ele, de lá pra cá, se desfez do carro, moto, bens e acolheu em sua residência moradores de rua, prostitutas, traficantes e criminosos. Ele orientou as pessoas a saírem do emprego e tirar os filhos da escola.

Na sexta-feira, as pessoas que estavam abrigadas na casa batizada de “arca” foram retiradas antes do anoitecer e levadas para residência de familiares. Cerca de 100 pessoas seguiam a seita de Santos. As crianças e adolescentes do grupo – cerca de 20 – foram levados para abrigos e casa de acolhimento.

Fonte: Terra